Mural CMMC – Praia Brava

Praia Brava - Florianópolis

Praia Brava - Florianópolis

Praia Brava reúne gente bonita e famosa

É difícil imaginar que há menos de 15 anos uma das praias mais badaladas de Florianópolis não tinha sequer uma casa de alvenaria. As antigas roças e engenhos de farinha deram lugar a condomínios luxuosos na Praia Brava. Hoje, ela é conhecida pelo seu requinte e pelos freqüentadores famosos.

Nos arredores, restaurantes com padrão internacional e condomínios dão um ar sofisticado. O governador do Estado, Esperidião Amin, e o tenista catarinense Gustavo Küerten costumam passar a temporada nos seus apartamentos na Brava.

Mas, além da sofisticação dos bares e restaurantes, os esportes também estão em alta. Os praticantes do parapente começam a descobrir picos perfeitos nos morros locais. O engenheiro Marcelo Tomozelli, acostumado a voar de parapente sobre a Praia Mole, descobriu na Brava outro lugar ideal. “O visual lá de cima é alucinante, é a primeira vez que vôo aqui, mas com certeza vou voltar”, completa. E toda essa empolgação não é à toa. Sobrevoando a Praia Brava é possível ver também as praias dos Ingleses, Canasvieiras, Lagoinha e Jurerê.

A Brava é ainda considerada uma das melhores de Florianópolis para o surfe, com uma vantagem: suas águas não são tão geladas como as da Mole e da Joaquina, e suas ondas fortes deram origem ao nome da praia.

Quem prefere ficar com os pés no chão pode optar pelas trilhas. A Praia Brava é fechada por dois costões que podem ser trilhados. Atrás do morro à direita fica a Praia dos Ingleses, e quem subir o morro à esquerda vai ver a Lagoinha. Para fazer a trilha é importante pedir orientação sobre seu ponto de partida e fazer o caminho no final da tarde quando os raios solares estão mais fracos. Uma dica é levar água e máquina fotográfica.

Outra pedida para o final de tarde é o Bar do Pirata, aberto todos os dias. Nos finais de semana, bandas de rock, reggae e MPB fazem do bar o principal ponto de encontro. Num clima descontraído, é no Pirata que a paquera rola solta. As paulistas Priscila Grosskreutz e Cintia Godoy elegeram a Brava como a melhor praia da Ilha. “Nunca vi tanta gente bonita num só lugar. Além disso, ela é perfeita, o mar não é gelado e o atendimento é muito bom”, comenta Priscila.

O que os turistas não imaginam é que toda essa badalação tenha uma história tão recente. Há apenas 12 anos abriu o primeiro ponto comercial, o botequim do Lício. Nascido na Brava há 47 anos, Adalício Vitor da Silva lembra das dificuldades que os primeiros moradores da Brava enfrentavam. Todo o trecho do centro até a praia era de chão batido e poucos pescadores tinham cavalos para chegar até a cidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: