Mural CMMC – Corupá

Corupá - SC

Corupá - SC

Passeio ecológico em Corupá

Sem dúvida, o município de Corupá é uma das melhores opções para quem curte caminhadas junto à natureza. Localizada na Serra do Mar, região Norte de Santa Catarina, a cidade é conhecida nacionalmente por abrigar um conjunto belíssimo de cachoeiras que se espalham pelos vales proporcionando aos visitantes momentos inesquecíveis e belíssimas fotografias. As quedas mais famosas ficam no Parque Ecológico Emílio Batistela, a 14 quilômetros do Centro, cujo caminho é feito por uma estrada de chão batido até o pé do morro e por uma trilha no meio da mata que dá acesso à todas as cachoeiras.

Cada cachoeira (ao todo são 14) tem nome próprio e belezas singulares. A primeira se chama Suspiro e as demais, por ordem, foram batizadas de Banheira, Três Patamares, Pousada do Café, Repouso, Remanso Grande, Confluência (são duas quedas), Corredeira, Tombo, Palmito, Surpresa, Boqueirão e Salto Grande, a última e mais bela com 125 metros de altura.

Mas para chegar até as cachoeiras, o visitante precisa dispor de tempo (a caminhada dura aproximadamente três horas – ida e volta) e muita disposição. A subida íngreme exige um bom preparo físico e, dependendo do tamanho do aventureiro, a aventura se torna um tormento.

Lembre-se também de levar bastante água e nunca esqueça do milagroso repelente de insetos. Talvez pela dificuldade do acesso e poucos visitantes durante a semana, os mosquitos parecem ser mais vorazes que nos outros lugares e deixam marcas inesquecíveis nos corpos dos desavisados.

Embora a beleza das cachoeiras possa compensar qualquer sacrifício – menos o de ser devorado pelos mosquitos – sempre é bom ficar alerta e não esquecer do kit básico para sobrevivência nas trilhas, para não dizer na selva.

Preste atenção em aranhas e cobras porque o caminho não é de lajotas, e acompanhe sempre as placas indicativas, evitando se embrenhar em caminhos que podem levá-lo a lugar nenhum. Também lembre-se sempre de proteger as plantas, evitando levar para casa qualquer tipo de muda.

Mas Corupá não é feita apenas de cachoeiras. Curta a paisagem que se descortina no caminho para as cachoeiras: um pequeno rio rodeado de bananeiras e vales verdejantes. Visite também o Seminário Sagrado Coração de Jesus, inaugurado em 1932, de beleza arquitetônica singular, localizado em uma área bem cuidada com jardins magníficos.

Há um museu com animais empalhados e raridades, além de um viveiro com mais de 70 espécies de aves. Para o pernoite, a dica é o Tureck Garten, hotel localizado na margem da rodovia BR-280 com confortáveis chalés e ampla área de lazer que inclui piscina.

Enfim, vale a pena visitar Corupá mas fique atento com a estrada para o parque que não é pavimentada e apresenta deficiências na sinalização. Mas nem o acesso precário conseguiu quebrar o encanto proporcionado pelas 14 quedas na turista de São Paulo, Célia Maria Roth, que promete retornar no próximo ano com os netos.

fonte: Diário Catarinense/Agência RBS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: