[Profissão] Oceanógrafo. Amor Pelo Oceano!

O que é Oceanografia?

Hoje em dia “Oceanógrafo” é um termo em que incluem-se cientistas que estudam os oceanos, engenheiros oceânicos e técnicos oceânicos.

Todos Cientistas que estudam os oceanos (cientistas do mar) investigam como os oceanos trabalham. Geralmente possuem uma graduação em Oceanografia ou podem ter estudado um dos campos fundamentais da ciência na graduação, como física, química, biologia ou geologia. A grande diferença entre estes dois tipos de Oceanógrafos é geralmente o ponto de vista (mas isso não deve sere levado como regra) ou seja, geralmente, um Oceanógrafo com graduação em Oceanografia vai aprender todas as áreas da oceanografia, tendo a capacidade de relaciona-las e trabalhar mais holisticamente com o mundo, já os cientistas que fizeram sua graduação em uma destas áreas fundamentais e depois fez pós-graduação em uma das áreas da Oceanografia, possuem um grande conhecimento em geralmente apenas uma área, o que torna seu trabalho grandioso, porém muito mais específico. Este último tipo é mais comum nas escolas Norte-americanas, enquanto que o primeiro nas escolas Européias, na Austrália e Brasil. Os cientistas do mar fazem medidas e amostras nos oceanos, obtém dados de sensoriamento remoto por satélites artificiais, fazem análises laboratoriais nas amostras coletadas, fazem experimentos laboratoriais, analisam dados e fazem simulações de fenômenos oceânicos com modelos numéricos em computadores.

Principais Áreas

A Oceanografia pode ser subdivida em quatro áreas principais: Oceanografia física, Oceanografia biológica, Oceanografia química e Oceanografia geológica e geofísica.

  • Oceanografia física: se preocupa com o estudo das massas de água e as correntes oceânicas, como as massas de água são formadas, e as forças que dão forma e energia aos movimentos d´água como correntes e ondas. O estudo da interação de muitas formas de energia com os oceanos: Luz, radiação, calor, som e vento. Além disso estudam também a interação entre oceano e atmosfera, e na relação entre os oceanos, tempo e o clima, como no caso do estudo do el niño.
  • Oceanografia química: estudam a distribuição e comportamento dos compostos químicos e as muitas interações químicas que ocorrem nos oceanos. As interações entre a energia solar, compostos atmosféricos, material orgânico e inorgânico dissolvido ou suspenso dos oceanos, a vida marinha e o fundo dos oceanos são estudados. Também investiga o impacto na química dos oceanos de substâncias naturais (como petróleo) e substâncias artificiais feitas pelo homem (como esgoto e poluição por componentes de origens diversas).
  • Oceanografia biológica: procura descrever as mais diversas formas de vida dos oceanos, os padrões em suas densidades populacionais e no ambiente natural. Tenta compreender como que estes animais e plantas existem em complexas interrelações com outras formas de vida marinha, substâncias orgânicas e inorgânicas, e energia e fontes de energia na água do mar e no fundo dos oceanos. Também se interessam pelo impacto das modificações humanas no ambiente nestas comunidades oceânicas vivas.
  • Oceanografia geológica e geofísica: Entre diversas coisas, estuda a forma e o material do fundo dos oceanos. Tenta entender a origem dos sedimentos e rochas do fundo dos oceanos e as causas para os padrões os quais estes existem. Procuram relacionar suas observações a fenômenos tão diversos como o movimento de sedimentos suspensos por correntes nas águas dos oceanos, a criação de um novo fundo oceânico nas cadeias meso-oceânicas e o movimento das vastas placas tectônicas com suas crostas e continentes através dos milhões de anos, e a modificação do fundo dos oceanos por processos biológicos e interações químicas, assim como pressão e calor.

Os Oceanógrafos raramente trabalham em isolamento, conhecendo e trabalhando apenas em uma limitada especialidade. Muitos oceanógrafos são especialistas (como dito no início do texto) devido a grande diversidade de assuntos que são abordados dentro do termo Oceanografia. Inevitavelmente, um oceanógrafo tem de seguir uma das principais áreas pelo menos em uma grande parte de seu trabalho. O importante é que a visão de interdisciplinaridade do profissional seja grande, assim como deve ter sido sua formação. A distribuição de substâncias e propriedades, qualquer tipo de forma de vida, qualquer fenômeno ou reação que ocorre nos oceanos, estão intimamente relacionados, ou até mesmo controlados por diversos outros fatores nos oceanos. Portanto, para a compreensão de uma pequena parte do todo é necessário um conhecimento muito amplo, o qual um oceanógrafo pode ter uma visão disso, mas não conhecer tudo, o que é naturalmente impossível. Neste ponto aparece uma característica não só dos Oceanógrafos, mas de qualquer outro cientista que trabalhe com a natureza, o fato de ter de trabalhar em conjunto, geralmente com as pessoas das mais diversas áreas relacionadas, que possuem uma compreensão grande das pequenas partes, que quando juntas, expressam melhor (mas nunca exatamente) a natureza.

Os engenheiros oceânicos possuem funções muito importantes na Oceanografia. Eles continuam com suas tarefas usuais, como desenhar estruturas, mas o ambiente no qual eles desenham tem função no oceano. Por exemplo, o desenhista de uma ponte para ficar de pé no fundo do oceano sobra a plataforma continental longe da costa para suportar um equipamento de perfuração de procura de óleo pode ter muitos dos mesmos procedimentos de desenho que podem ser usados pra projetar uma torre como esta em terra. Entretanto, o engenheiro que estiver desenhando esta estrutura pode ter de adicionar ou modificar uma série de estruturas nesta torre para suportar as forças das correntes, corrosão pela água marinha, fouling por organismos marinhos (cracas, por exemplo, que formam crostas em tubulações) e outros fatores similares. tais engenheiros também projetam equipamentos e procedimentos para serem usados na aquisição de medidas oceanográficas. Este trabalho é mais eficiente se feito em cooperação a oceanógrafos das mais diversas áreas. São tais engenheiros os responsáveis por aplicar a tecnologia de ponta nos estudos oceanográficos. Muitas vezes estes engenheiros oceânicos estão diretamente ligados à pesquisa oceanográfica, como estudos de hidrodinâmica e dinâmica de sedimentos no fundo dos oceanos.

Os técnicos em oceanografia são vitais para os estudos oceanográficos. São responsáveis pela preparação e calibração dos equipamentos, medições e amostragens no mar, manutenção e reparos dos equipamentos, e processamento dos dados. Tais técnicos geralmente são bacharéis em alguma área específica, ou possuem treinamento especializado.

Apesar de muitos oceanógrafos possuírem seu treinamento inicial em uma das áreas básicas da ciência ou em engenharia, muitos vem de áreas diversas, como matemática e meteorologia. Portanto diversas oportunidades de trabalho existem envolvendo os oceanos por fora do campo de trabalho que é a oceanografia. Advogados, administradores, cientistas sociais, economistas, especialistas em recreação, transporte, alimento, remédios, defesa e esgotos podem e contribuem para o conhecimento e uso dos oceanos.

[Fonte: oceanografiaonline]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: