[Turismo] Ótima Pedida. Conheça Guarapari – ES

Ótima Pedida. Conheça Guarapari – ES

Praia de Meaípe é o point da turma jovem dia e noite

Um dos destinos de verão preferidos dos capixabas e mineiros, Guarapari está entre as cidades do litoral do Espírito Santo que melhor combina lazer com infra-estrutura. A orla, com muitas praias urbanizadas e tomadas por calçadões, quiosques, bares e restaurantes – caso das praias do Morro, das Castanheiras e da Areia Preta -, atrai famílias com crianças e idosos que curtem águas calmas e transparentes e areias monazíticas.

Moqueca capixaba: Delícia típica é preparada em panela de barro

Moqueca capixaba: Delícia típica é preparada em panela de barro

Já a turma jovem marca presença nas praias Enseada Azul e Meaípe – esta última mantém o astral de vila de pescadores e é o cenário ideal para o lançamento dos modismos de verão. Por lá ficam também os melhores restaurantes de frutos do mar da região, especializados na moqueca capixaba. O prato preparado em panelas de barro, ao contrário da receita baiana, não leva leite de coco e azeite de dendê. Meaípe é famosa ainda pela noite agitada. Junto com a vizinha Nova Guarapari, concentra as mais concorridas boates e casas noturnas da cidade.

Guarapari também reserva surpresas para os esportistas. Nas sossegadas praias do Sol, d’Ulé, Setibão e da Cerca há boas ondas o ano inteiro, assim como na movimenta praia do Morro. Os mergulhadores, que encontram águas ainda mais cristalinas entre dezembro e maio, fazem a festa nos naufrágios, ilhas e recifes bem próximos da costa. São peixes e corais coloridos, esponjas, tartarugas, polvos, arraias e lagostas espalhados por Três Ilhas, Farol da Escalvada e Ilha Rasa.

[Fonte: Férias Brasil]

Anúncios

[Turismo] Muito Charme em Vitória / ES

Conheça Vitória no Espírito Santo

O crescimento do turismo de negócios não tirou de Vitória o charme de suas praias ou de suas tradições históricas e gastronômicas. Pelo contrário – incentivou a melhoria da infra-estrutura de serviços, como novos hotéis e restaurantes, além de incrementar as opções de lazer.

A extensa praia de Camburi, por exemplo, ganhou calçadão com jardins, quiosques e ciclovia. O movimento é garantido, também, por conta de uma escola de vela e de um píer de onde partem passeios de escuna. Já o Hortomercado foi incrementado com um centro de empórios e bares. Ali perto fica a saída para a Ilha do Boi, com as praias mais sossegadas da capital.
O epicentro do agito continua sendo a badalada praia do Canto, repleta de bares e restaurantes na área conhecida como Triângulo das Bermudas. O burburinho também acontece de dia por conta do calçadão, da feira de artesanato aos domingos, dos quiosques da Curva da Jurema e das águas calmas procuradas pelos adeptos dos esportes náuticos.

Por falar em atividades na água, o trecho de litoral que vai de Vitória a Guarapari é um dos melhores do mundo para a pesca esportiva do marlim-branco e do marlim-azul. Entre os meses de outubro e de fevereiro, campeonatos internacionais reúnem atletas de diversos países e agitam a região.

No quesito cultura, todos os caminhos levam à Cidade Alta. Fundada em 1551, Vitória ainda preserva alguns patrimônios da época. O tour – melhor feito a pé – apresenta o Palácio Anchieta; a igreja de São Gonçalo, em estilo barroco; a Catedral Metropolitana, de 1920 e estilo neogótico; e a capela de Santa Luzia, a construção mais antiga da cidade. E ainda tem o Convento de São Francisco, as igrejas de Nossa Senhora do Carmo e do Rosário e o Teatro Carlos Gomes, inspirado no famoso Scala, de Milão.

Um dos passeios mais inusitados da região é o que leva ao Mosteiro Zen Morro da Vargem, na cidade vizinha de Ibiraçu. Aos domingos, o espaço abre as portas para o público em geral, gratuitamente. No alto de um morro, os visitantes encontram um reduto de meditação no meio da Mata Atlântica, onde moram os monges. São eles que guiam o passeio pelos cinco templos do local – vá de chinelos, uma vez que é preciso ficar descalço para entrar em alguns.

Tudo acaba em compras e boa mesa em Vitória. Reza a lenda capixaba que: panela de barro, para dar boa moqueca, precisa ter sido feita pelas chamadas Paneleiras de Goiabeiras. Produzidas pelas mulheres do bairro em um imenso galpão, as peças – além de panela, há vasos, caldeirões e cinzeiros – são feitas de maneira artesanal. A técnica é herança indígena e passada de geração para geração. O processo começa com a argila retirada do Vale do Mulembá, um mangue próximo. Depois de tratada e pisada, é modelada e fica dias secando à sombra. O passo seguinte é o acabamento com tintura de tanino.

De Goiabeiras, as panelas seguem para as casas dos turistas e para os restaurantes da cidade, que servem pratos tradicionais como a moqueca e a torta capixabas, ambas à base de fresquíssimos siris, peixes e camarões.

[Fonte: Férias Brasil]

[Natureza] A Beleza Perfeita de Marataízes / ES

Marataízes

Marataízes - Lagoa do Sirí

Marataízes - Lagoa do Sirí

Praias e lagoas emolduram Marataízes, concorrido destino capixaba quando chegam as férias escolares. Freqüentada por famílias, a cidade oferece 25 quilômetros de orla com águas mansas e muitos trechos desertos – é o caso das praias do sul, como Cações, Boa Vista e Marobá, acessíveis por estrada de terra.

Quem procura um pouco de agito e atividades à beira-mar também encontra sua praia. Na Barra, as ondas são ideais para o surf, sem contar os quiosques que atraem a turma jovem. Já a movimentada praia das Neves oferece redes de vôlei e guarda-sóis de sapé na areia e um calçadão perfeito para caminhadas. Um bom programa para o dia inteiro é a Lagoa do Siri, com boa estrutura de barracas e aluguel de caiaque e pedalinho.

Os frutos do mar fresquíssimos também fazem parte dos atrativos de Marataízes. Nos muitos restaurantes e quiosques da orla central, as delícias chegam às mesas em forma de moqueca ou jambalaia – o prato típico é inspirado no risoto de camarão e incrementado com queijo gratinado.

[Fonte: Férias Brasil]

[Natureza] Conheça Santa Tereza – ES

Beleza e Clima Rústico das Montanhas Encantam Santa Tereza – ES

Santa Tereza - ES

Espírito Santo também oferece banhos de cachoeira

A proximidade da capital e o clima rústico de montanha faz de Santa Teresa um dos destinos preferidos do capixabas para um fim de semana romântico. Banhos de cachoeira e passeios por fazendas e reservas ecológicas fazem parte do roteiro.

Famílias também curtem a cidadezinha e aproveitam a grande piscina natural formada pela cachoeira Country Club, no Vale de São Lourenço. Além do poço, a área oferece playground, bar e churrasqueiras. Quem prefere um ambiente mais sossegado, basta seguir a estrada para Santa Leopoldina, onde fica a queda Véu de Noiva.

A presença de beija-flores é comum na região e podem ser observados aos montes no Museu Mello Leitão, cercado de muito verde. O espaço funciona na imensa casa que pertenceu ao pesquisador Augusto Ruschi, nascido em Santa Teresa e que passou parte da vida estudando colibris de diversos tipos.

[Fonte: Férias Brasil]

[Lazer] Marataízes / ES

Marataízes – ES

Lagoa do Sirí, Marataízes - ES

Em Marataízes você se perde na Beleza

Praias e lagoas emolduram Marataízes, concorrido destino capixaba quando chegam as férias escolares. Freqüentada por famílias, a cidade oferece 25 quilômetros de orla com águas mansas e muitos trechos desertos – é o caso das praias do sul, como Cações, Boa Vista e Marobá, acessíveis por estrada de terra.

Quem procura um pouco de agito e atividades à beira-mar também encontra sua praia. Na Barra, as ondas são ideais para o surf, sem contar os quiosques que atraem a turma jovem. Já a movimentada praia das Neves oferece redes de vôlei e guarda-sóis de sapé na areia e um calçadão perfeito para caminhadas. Um bom programa para o dia inteiro é a Lagoa do Siri, com boa estrutura de barracas e aluguel de caiaque e pedalinho.

Os frutos do mar fresquíssimos também fazem parte dos atrativos de Marataízes. Nos muitos restaurantes e quiosques da orla central, as delícias chegam às mesas em forma de moqueca ou jambalaia – o prato típico é inspirado no risoto de camarão e incrementado com queijo gratinado.

[Férias: Férias Brasil]

Mural CMMC – Piúma / ES

Piúma – Espírito Santo

Piúma é um município brasileiro do estado do Espírito Santo. Situado no litoral sul capixaba, sua principal festa é o Carnaval, que reúne mais de 300 mil pessoas em uma animada folia. Sua população estimada em 2004 era de 17.838 habitantes.

A maior parte de sua popuacão vive da pesca, do artesanato, e do cultivo de marisco. Piúma é uma ilha localizada no estado de Espírito Santo e separada do continente pelo Rio Piúma, Há várias ruas estreitas pela ilha, e muitos estabelecimento só abrem no verão quando há um grande número de turistas pela ilha. A rede hotelaria de Piúma é simples. As principais atrações são as praias, mas há também os artesanatos na região.

Fonte: Brasil Turismo

Mural CMMC – Guarapari / ES

Guarapari - ES

Guarapari - ES

Guarapari

Praia de Meaípe é o point da turma jovem dia e noite

Um dos destinos de verão preferidos dos capixabas e mineiros, Guarapari está entre as cidades do litoral do Espírito Santo que melhor combina lazer com infra-estrutura. A orla, com muitas praias urbanizadas e tomadas por calçadões, quiosques, bares e restaurantes – caso das praias do Morro, das Castanheiras e da Areia Preta -, atrai famílias com crianças e idosos que curtem águas calmas e transparentes e areias monazíticas.

Já a turma jovem marca presença nas praias Enseada Azul e Meaípe – esta última mantém o astral de vila de pescadores e é o cenário ideal para o lançamento dos modismos de verão. Por lá ficam também os melhores restaurantes de frutos do mar da região, especializados na moqueca capixaba. O prato preparado em panelas de barro, ao contrário da receita baiana, não leva leite de coco e azeite de dendê. Meaípe é famosa ainda pela noite agitada. Junto com a vizinha Nova Guarapari, concentra as mais concorridas boates e casas noturnas da cidade.

Guarapari também reserva surpresas para os esportistas. Nas sossegadas praias do Sol, d’Ulé, Setibão e da Cerca há boas ondas o ano inteiro, assim como na movimenta praia do Morro. Os mergulhadores, que encontram águas ainda mais cristalinas entre dezembro e maio, fazem a festa nos naufrágios, ilhas e recifes bem próximos da costa. São peixes e corais coloridos, esponjas, tartarugas, polvos, arraias e lagostas espalhados por Três Ilhas, Farol da Escalvada e Ilha Rasa.