[Turismo] Uma das molduras naturais mais bonitas do mundo. Conheça Foz do Iguaçu – PR

Uma das molduras naturais mais bonitas do mundo. Conheça Foz do Iguaçu – PR

Com uma das molduras naturais mais bonitas do mundo, Foz do Iguaçu é praticamente uma Torre de Babel. Além dos brasileiros, argentinos e paraguaios que dividem a região da Tríplice Fronteira, a cidade é visitada por gente dos mais diversos cantos do planeta. Atraídos pelas cataratas do rio Iguaçu, um conjunto de 275 quedas d´água que chegam a 90 metros, os turistas encantam-se não somente com o visual, mas com as diversas maneiras de apreciá-lo. Dentro do Parque Nacional, tombado como Patrimônio da Humanidade, as opções são os mirantes e as passarelas. Nos arredores, há passeios de barco e helicóptero, caminhadas e rafting, sempre com as cataratas como pano de fundo. Parte da reserva pertence à Argentina e vale a pena cruzar a fronteira para descobrir os encantos do lado dos hermanos – é lá que fica a Garganta do Diabo, um dos saltos mais impressionantes.

O país vizinho abriga também o cassino mais badalado da área, o Casino Iguazú, com roletas, caça-níqueis, poker… caso a sorte esteja a favor, guarde uns trocados para gastar em compras na paraguaia Ciudad del Este, logo após a Ponte da Amizade. Artigos como perfumes e bebidas saem a preços em conta e podem ser adquiridos em dólar ou real.

De volta à Foz, o passeio só fica completo com uma visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu, com tour técnico que leva às turbinas. Com tanta água nos arredores, a cozinha típica da região só poderia ser à base de peixes. Não volte sem experimentar o Pirá de Foz, preparado com os saborosos dourado e surubim, abundantes no rio Paraná.

[Fonte: Férias Brasil]

Anúncios

[Turismo] Belas Praias em Matinhos – PR

Belas Praias em Matinhos – PR

A cidade de Matinhos fica no litoral do estado do Paraná, a 110km da capital Curitiba. Possui 36 balneários ao longo de sua costa, começando no Balneário Jardim Monções, onde faz divisa com o município de Pontal do Paraná, e chegando até o famoso Balneário de Caiobá. No total, são cerca de 17km de praias. A área do município também abriga nove diferentes rios: da Draga, Matinhos, da Onça, Canal da Lagoa Amarela, Indaial, Novo, Cambará, do Meio e Cachoeirinha. Conta ainda com os morros Cabaraquara, Escalvado, Canela, Bico Torto, Taguá, Pedra Branca, Batatal e do Boi. Todos ótimos locais para quem gosta de manter contato direto com a natureza. Entre os atrativos mais procurados em Matinhos está o Balneário de Caiobá. Ali, as praias Mansa, Bela, Brava e dos Amores figuram entre as preferidas, com belas paisagens e deliciosos banhos de mar. A Ilha da Tartaruga ou do Farol também faz sucesso entre os visitantes. Para completar o passeio, uma ótima opção é visitar o Museu Ecológico João José Bigarella, que fica no centro da cidade e apresenta em seu acervo coleções de corais, minerais, crustáceos e conchas, além de outras raridades. Se ainda sobrar disposição, a dica é visitar o Parque Estadual do Rio da Onça, que conta com um Centro de Visitantes e trilhas de fácil acesso, em meio a formações de restinga, capoeira e caxetais.

[Fonte: Brazil Tour]

[Turismo] Cachoeiras, Trilhas e Praias. Guaraqueçaba – PR

A cidadezinha paranaense fica quase na divisa com o estado de São Paulo, às margens da baía de Paranaguá. Rodeada por reservas de mata Atlântica, tem cachoeiras, trilhas e quilômetros de praias. Para completar o ambiente, golfinhos costumam dar o ar da graça no início da manhã e no fim da tarde – para avistá-los, basta sentar nos banquinhos da praça principal.

Guaraqueçaba é ainda o ponto de embarque para o Parque Nacional do Superagui, uma área de 45 mil hectares que engloba as ilhas de Superagui, das Peças, do Pinheiro e do Pinheirinho. Os passeios de barco levam às praias onde as principais atrações são os animais ameaçados de extinção, como o papagaio-da-cara-roxa e o mico-leão-da-cara-preta.

Também marcam presença as aves marinhas, como o biguá, a fragata e a garça branca. Para quem pretende pernoitar na área, a vila de pescadores da praia Deserta oferece pequenas pousadas rústicas e restaurantes.

De volta à terra firme, inclua no roteiro uma visita à Reserva Natural Salto Morato, que abriga uma cachoeira de 130 metros de queda. O acesso à cascata é por trilha de nível leve e há poços naturais para banhos. Fácil também é enfrentar a Trilha do Quitumbê, de 800 metros e que termina em um mirante com vista panorâmica da cidade e da baía.

[Turismo] Bela Paisagem em Tibagi / PR

A concentração de cachoeiras, corredeiras e formações rochosas atraem os adeptos do ecoturismo ao Parque Estadual do Guartelá, cartão-postal de Tibagi. A reserva abriga o sexto cânion mais extenso do mundo – o de Igapó, com 32 quilômetros. Para explorar a área, há trilhas sinalizadas com passarelas de madeira ou piso de cascalho que conduzem a cenários como os panelões do Sumidouro (buracos na pedra por onde escorrem as águas do rio) e o mirante da cachoeira Ponte de Pedra. Uma caminhada mais pesada, com três horas e acompanhamento obrigatório de guia, leva à lapa Polciano, repleta de pinturas rupestres.

Nos arredores do Parque do Guartelá também há muitas belezas escondidas e atividades a serem realizadas. Algumas propriedades particulares abrem as portas para a turma praticar esportes radicais e curtir a natureza. Entre elas estão as reservas Itaytyba e Salto Santa Rosa, com cachoeiras, piscinas naturais, mirantes e trilhas. Os adeptos do rapel seguem para a Fazenda São Damásio, com três paredões com alturas que variam de 30 a 72 metros. Outra opção é o Salto Puxa Nervos, uma descida de 45 metros. Lá em baixo, poços e pequenas quedas refrescam os turistas.

Não deixe de passear pelo centrinho de Tibagi para comprar tapetes de lã de carneiro e peças em bordado e crochê. Aproveite para visitar o Museu Desembargador Edmundo Mercer Junior, repleto de escafandros, peneiras e outros instrumentos utilizados para a prática do garimpo – atividade que marcou a região no século XIX.

[Turismo] Conheça a Beleza da Ilha do Mel / PR

Ilha do Mel – PR

Ilha do Mel - PR
Incluir na bagagem uma dose extra de aventura é fundamental para quem segue rumo à rústica Ilha do Mel. Para início de conversa, o acesso ao paraíso é feito de barco, partindo de Paranaguá ou Pontal do Paraná. Uma vez em terra firme, prepare-se para encontrar ruas de areia salpicadas por casinhas simples de alvenaria onde carros não circulam. As caminhadas são regidas pela maré ou em meio a trilhas e, à noite, as lanternas são indispensáveis – não há iluminação pública na ilha.
O cenário idílico ocupa uma área de 27,5 quilômetros quadrados, sendo 35 quilômetros só de praias. A maioria é selvagem, emoldurada pela Mata Atlântica e com características únicas – Fortaleza é praticamente deserta, enquanto Encantadas é o point do agito e praia Grande oferece as melhores ondas para a prática do surf. A turma espalha-se entre as duas vilas – Nova Brasília e Encantadas – que abrigam campings, pousadinhas e restaurantes caseiros de frutos do mar. Falando em infra-estrutura, a ilha tem acesso limitado e recebe, no máximo, cinco mil pessoas por dia. É uma maneira de evitar a degradação e manter o despojamento.

O tempo passa devagar na Ilha do Mel, o que incentiva as longas caminhadas rumo aos cartões-postais. Partindo de Nova Brasília, uma das trilhas mais bonitas e famosas leva ao Forte Nossa Senhora dos Prazeres, erguido no século 18 nas areias da praia da Fortaleza. A caminhada à beira-mar dura uma hora e vale o esforço – chegando na construção, suba até o topo para apreciar os canhões históricos e a belíssima vista panorâmica. Do outro lado da ilha, encare a escadaria que conduz ao Farol das Conchas, também com um visual desconcertante. Estique a passeio até a praia de Fora das Encantadas. Lá, uma gruta alimenta a imaginação dos ilhéus com lendas de sereias.

[Fonte: Férias Brasil]

[Natureza] Belezas Naturais de Matinhos / PR

Ótimos locais para quem gosta de manter contato direto com a natureza

Praia de Matinhos - PR

A cidade de Matinhos fica no litoral do estado do Paraná, a 110km da capital Curitiba. Possui 36 balneários ao longo de sua costa, começando no Balneário Jardim Monções, onde faz divisa com o município de Pontal do Paraná, e chegando até o famoso Balneário de Caiobá. No total, são cerca de 17km de praias. A área do município também abriga nove diferentes rios: da Draga, Matinhos, da Onça, Canal da Lagoa Amarela, Indaial, Novo, Cambará, do Meio e Cachoeirinha. Conta ainda com os morros Cabaraquara, Escalvado, Canela, Bico Torto, Taguá, Pedra Branca, Batatal e do Boi. Todos ótimos locais para quem gosta de manter contato direto com a natureza. Entre os atrativos mais procurados em Matinhos está o Balneário de Caiobá. Ali, as praias Mansa, Bela, Brava e dos Amores figuram entre as preferidas, com belas paisagens e deliciosos banhos de mar. A Ilha da Tartaruga ou do Farol também faz sucesso entre os visitantes. Para completar o passeio, uma ótima opção é visitar o Museu Ecológico João José Bigarella, que fica no centro da cidade e apresenta em seu acervo coleções de corais, minerais, crustáceos e conchas, além de outras raridades. Se ainda sobrar disposição, a dica é visitar o Parque Estadual do Rio da Onça, que conta com um Centro de Visitantes e trilhas de fácil acesso, em meio a formações de restinga, capoeira e caxetais.

[fonte: braziltour]

[Beleza] Guaraqueçaba / PR

Parque do Superagui abriga ilhas, praias, aves e animais


A cidadezinha paranaense fica quase na divisa com o estado de São Paulo, às margens da baía de Paranaguá. Rodeada por reservas de mata Atlântica, tem cachoeiras, trilhas e quilômetros de praias. Para completar o ambiente, golfinhos costumam dar o ar da graça no início da manhã e no fim da tarde – para avistá-los, basta sentar nos banquinhos da praça principal.

Guaraqueçaba é ainda o ponto de embarque para o Parque Nacional do Superagui, uma área de 45 mil hectares que engloba as ilhas de Superagui, das Peças, do Pinheiro e do Pinheirinho. Os passeios de barco levam às praias onde as principais atrações são os animais ameaçados de extinção, como o papagaio-da-cara-roxa e o mico-leão-da-cara-preta.

Também marcam presença as aves marinhas, como o biguá, a fragata e a garça branca. Para quem pretende pernoitar na área, a vila de pescadores da praia Deserta oferece pequenas pousadas rústicas e restaurantes.

De volta à terra firme, inclua no roteiro uma visita à Reserva Natural Salto Morato, que abriga uma cachoeira de 130 metros de queda. O acesso à cascata é por trilha de nível leve e há poços naturais para banhos. Fácil também é enfrentar a Trilha do Quitumbê, de 800 metros e que termina em um mirante com vista panorâmica da cidade e da baía.

[Fonte: Férias Brasil]