Para Onde Viajar Neste Verão? #2

Angra dos Reis – RJ

Beleza Natural Incomparável.

Angra dos Reis é um município brasileiro situado em uma região conhecida como Costa Verde, no Sul Fluminense do estado do Rio de Janeiro. Há 6 metros de altitude e possuindo em seu litoral 365 ilhas, Angra é de grande atrativo turístico. Foi descoberta em 6 de janeiro de 1502 e colonizada somente em 1556.

Hoje, devido a grande beleza de suas praias e das regiões próximas, Angra atrai muitas pessoas do Brasil todo. Muitas de suas ilhas possui por donos celebridades nacionais e internacionais. A maior de todas as ilhas é a Ilha Grande. As praias que mais se destacam são Guaratucaia, Mambucaba, a praia de Conceição de Jacareí (distrito de Mangaratiba), e a praia da Sororoca.

Os municípios que fazem limites com Angra dos Reis são Paraty, Rio Claro e Mangaratiba no território fluminense, e Bananal e São José do Barreiro no lado paulista.

.

Motivos Para Visitar Angra dos Reis

.

.

.

.

.

Angra dos Reis é um lugar maravilhoso para se curtir as férias.
Se você gosta de Praia, está lendo o post certo!

Praia Brava

Localizada na BR-101, km 134, na Vila Residencial de Furnas em Mambucaba. Praia com larga faixa arenosa, possuindo calçadão com bancos e amendoeiras em todo o seu comprimento. Na rua da praia encontra-se parque infantil, clube náutico, hotel e outros equipamentos e serviços exclusivos da Vila Residencial de Furnas. Apesar de localizar-se na Área de Furnas, a praia é aberta ao público em geral. Suas águas São verdes, transparentes, mornas, e areias finas e claras.

Praia da Armação

Localizada na parte norte da ilha da Gipóia. Na praia, encontra-se núcleo de pescadores e residências de veranistas, que ocupam parte da encosta, provocando alto índice de desmatamento. Próximo à faixa de areia, existe um antigo prédio de uma fábrica de enlatamento de sardinhas, já desativada, e uma ponte de atracação. Além de barcos de passeio e de pesca e pequenos atracadouros e diversos abrigos para barcos. Suas águas são verdes, transparentes, mornas e suas areias finas e claras.

~~

O melhor de tudo, é que a CMMC Turismo oferece empreendimentos neste local.

Não deixe a oportunidade passar. Você e sua família merecem isso!

Para Onde Viajar Neste Verão?

Cabo Frio – RJ

Não Há Como Medir as Belezas Deste Lugar.

Cabo Frio é um município localizado na Região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro. Sendo o sétimo mais antigo do Brasil, é o principal desta região. Com toda a infra-estrutura econômica necessária para atender bem o turista, que vem, não só do Brasil, como de outros países. É muito conhecido por suas atrações turísticas, como a Praia do Forte, a principal praia, Praia do Peró e Conchas e pelas festas e eventos que a cidade promove frequentemente.

Motivos Para Visitar Cabo Frio

.

A Cidade é cheia de pontos turísticos. Por exemplo:

Praia do Forte

Situada no centro da cidade. È a mais conhecida do município e é também chamada de Praia de Cabo Frio ou da Barra. Com águas azuis e transparentes e areias brancas e finas, tem em seu extremo esquerdo o Forte de São Mateus, construído no século XVII.

Praias das Dunas e do Foguete

É a continuação da Praia do Forte em direção a Arraial do Cabo. Suas areias formam um longo cordão de dunas.

~~

O melhor de tudo, é que a CMMC Turismo oferece empreendimentos neste local.

Não deixe a oportunidade passar. Você e sua família merecem isso!

[Turismo] Observação da Fauna

https://i0.wp.com/www.imotion.com.br/imagens/data/media/24/0043c.JPG

Várias formas de lazer vêm surgindo nos últimos anos, estimuladas pela crescente conscientização ambiental. O interesse pela observação da fauna silvestre é um exemplo claro disso. Hoje, turistas de todo o mundo viajam longas distâncias somente para ter a chance de conhecer de perto a vida selvagem. Para eles, nada melhor do que vir ao Brasil.

A fauna brasileira é constituída de 600 espécies de mamíferos, cerca de 1.700 aves, 390 de répteis e 331 espécies de anfíbios, além de oito mil espécies de peixes já cientificamente registradas. As áreas de proteção ambiental representam hoje cerca de 5% do território nacional.

A Região Centro-Oeste é um bom começo para quem quer conhecer animais brasileiros. Lá, vale a pena visitar o Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense, o Parque Nacional das Emas – ambos listados entre os Patrimônios Naturais da Humanidade, pela Unesco –, a Chapada dos Guimarães e a dos Veadeiros. A fauna da região está muito bem representada por onças-pintadas, lobos-guarás, cachorros-do-mato, cervos, veados-campeiros, emas e seriemas, no solo; por araras-vermelhas, tuiuiús, garças, gaviões e corujas-buraqueiras, no ar; e por jacarés e piranhas, pacus, dourados e pintados, nos rios.

A vida selvagem também deslumbra os visitantes que se aventuram na Amazônia, Região Norte do País. Lá, em locais como o Parque Nacional do Jaú, é possível avistar raros mamíferos, aves e répteis, entre mais de 250 espécies catalogadas. Os mais conhecidos nos rios são o peixe-boi, a ariranha, o boto-cor-de-rosa, o jacaré-açu, o pirarucu e o tambaqui. Na terra, podem-se avistar o tamanduá-bandeira e o jabuti. Pousados nas árvores, araras, periquitos e papagaios; e muito mais.

Mas se o interesse é contemplar a fauna marinha, os locais mais indicados estão no litoral. É o caso dos Parques Nacionais Marinhos de Abrolhos e de Fernando de Noronha, respectivamente nos Estados da Bahia e de Pernambuco. Ali, passeios de barco e mergulhos garantem visões privilegiadas de animais aquáticos como golfinhos-rotadores, baleias-jubarte, tartarugas-marinhas e cabeçudas, além de grazinas, fragatas e pilotos. Sem falar da diversidade de cenários subaquáticos que contornam esses arquipélagos, com corais de todos os tipos, cores e tamanhos, algas marinhas e estrelas-do-mar. Mais ao sul, no Estado de Santa Catarina, Garopaba destaca-se pelo Projeto Baleia-Franca, que orienta os visitantes para a observação desses gigantescos mamíferos, que chegam à costa entre junho e novembro para acasalar, procriar e amamentar.

Encante-se com a exuberância da fauna brasileira. Venha, e vire fã!

.

[Fonte: Embratur]

[Confira!] Algumas Dicas Para o Reveillon 2011

Você com certeza já viajou no Reveillon. Se foi no Brasil, pode ter sido para a praia, serra, pantanal ou para algum dos outros paraísos brasileiros. Caso a sua viagem tenha tido como destino o exterior, pode ser então que você tenha conhecido alguma cidade da América do Sul, Estados Unidos, Europa ou algum outro ponto remoto do planeta.

Depois dessas viagens você com certeza deve ter boas dicas para quem pretende visitar esse mesmo destino. Essas dicas podem ser sobre hotéis, pousadas, restaurantes, passeios imperdíveis e até programas a se evitar.

Todos sabemos que uma das melhores maneiras de obter boas dicas de roteiros é exatamente com pessoas como você, que já esteve lá.

Quais são as suas dicas?

Que tal então se puder compartilhar essas dicas de viagem de Reveillon com outras pessoas como você? Até o Reveillon 2011 milhares de pessoas vão passar por aqui e a sua dica pode fazer a diferença para tornar a viagem inesquecível.

Use o espaço dos comentários e nos conte:

  • Qual a sua dica de viagem de Reveillon?
  • Onde você gostaria de passar o próximo Reveillon?

[Fonte: Reveillon 2011]

[Verão] Ele Chegou!

Chegou o Verão!

O verão (AO 1945: Verão) é uma das quatro estações do ano. Neste período, as temperaturas permanecem elevadas e os dias são longos. Geralmente, o verão é também o período do ano reservado às férias.

O Verão do hemisfério norte é chamado de “Verão boreal”, e o do hemisfério sul é chamado de “Verão austral”. O “Verão boreal” tem início com o solstício de Verão do Hemisfério Norte, que acontece cerca de 21 de Junho, e início de Outono nesse mesmo hemisfério, por volta de 23 de Setembro. O “Verão austral” tem início com o solstício de Verão do Hemisfério Sul, que acontece cerca de 21 de Dezembro, e finda com o equinócio de Outono, por volta de 20 de Março nesse mesmo hemisfério.
Nos tempos primitivos, era comum dividir o ano em cinco estações, sendo o verão dividido em duas partes: o verão propriamente dito, de tempo quente e chuvoso (geralmente começava no fim da primavera), e o estio, de tempo quente e seco palavra da qual deriva o termo “estiagem”. Atualmente usa-se o termo “estio” para um período de seca e também como um sinônimo para verão.

O plural de verão, etimologicamente, é verãos.

O período das férias de verão ou o período em que uma pessoa passa fora de sua casa, geralmente em uma casa de praia, no verão, é conhecido como veraneio.

~~

A CMMC Turismo tem os melhores Apart Hotéis para você curtir esse Verão. Confira!

[Turismo] O Único Hotel 7 Estrelas no Mundo

Burj Al Arab

O Burj Al Arab (em Árabe برج العرب, literalmente Torre das Arábias) é um luxuoso hotel edificado em Dubai, Emirados Árabes Unidos (EAU). O Burj Al Arab é operado pelo Jumeirah Group e foi construído por Said Khalil. Ele foi projetado por Tom Wright da WS Atkins PLC. Com 321 metros (1.053 pés) é a mais alta estrutura exclusivamente usada como hotel. No entanto, a Rose Tower, também em Dubai, já superou a altura do Burj Al Arab, e tirou este título após a sua abertura, em abril de 2008. O Burj Al Arab foi construído sobre uma ilha artificial de 280 metros (919 ft) fora da praia de Jumeirah, e está conectada com a ilha principal por uma ponte curvada particular. É uma estrutura ícone, desenvolvida para simbolizar a transformação urbana em Dubai, e para imitar a vela de um barco.

https://i2.wp.com/upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/b/ba/Burj_Al_Arab.jpg/200px-Burj_Al_Arab.jpg

A construção do Burj Al Arab tem início em 1994. Localizado no Golfo pérsico, ele foi construído sobre uma ilha artificial de areia, que levou dois anos para sua formação contendo estrutura de concreto e três níveis no subsolo. Ele foi construído para assemelhar-se com a vela de um dhow, um tipo de barco Árabe. Duas colunas partindo do chão até o topo originaram um “V” formando um imenso “mastro”, enquanto que o espaço entre elas foi erguido os andares. O arquiteto Tom Wright disse: “O cliente queria um edifício que se tornasse um ícone ou simbólo declarado de Dubai, que seja espantosamente lindo e semelhante a Ópera de Sydney, ou como a parisiense Torre Eiffel. Ele precisava de ser um edifício que iria tornar-se sinónimo do Nome daquele país”.

O arquiteto e consultor de engenharia para o projeto foi Atkins, a maior consultoria multidisciplinar do Reino Unido. O hotel foi construído pelo grupo Sul-Africano de construção Murray & Roberts. A construção do hotel custou $ 650 milhões.

Suas acomodações mais simples possuem aproximadamente 52 m², contendo jacuzzi e sala de estar. Possui suites de dois andares com escadas de mármore, além de duas suítes reais localizadas no 25º andar, com cinema e elevador privativos. O hotel é decorado em ouro dentro e fora dos quartos, além do átrio de entrada.

[Fonte: Wikipédia]

[CARNAVAL 2011] História, Festa e Onde Se Hospedar!

CARNAVAL – História, Festa e Onde Se Hospedar!

A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma. Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra “carnaval” está, desse modo, relacionada com a ideia de “afastamento” dos prazeres da carne marcado pela expressão “carne vale”, que, acabou por formar a palavra “carnaval”. Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados “gordos”, em especial a terça-feira (Terça-feira gorda, também conhecida pelo nome francês Mardi Gras), último dia antes da Quaresma. Nos Estados Unidos, o termo mardi gras é sinônimo de Carnaval.

O Carnaval da Antiguidade era marcado por grandes festas, onde se comia, bebia e participava de alegres celebrações e busca incessante dos prazeres. O Carnaval prolongava-se por sete dias na ruas, praças e casas da Antiga Roma, entre 17 a 23 de Dezembro. Todas as actividades e negócios eram suspensos neste período, os escravos ganhavam liberdade temporária para fazer o que em quisessem e as restrições morais eram relaxadas. As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas (Saturnalicius princeps) e as tradicionais fitas de lã que amarravam aos pés da estátua do deus Saturno eram retiradas, como se a cidade o convidasse para participar da folia.

No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de carnaval incorporaram os baile de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos. Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual.

De acordo com o modo contemporâneo o carnaval ainda é considerado uma forma de festa bastante tradicional, pois persistiu por vários anos com o mesmo aspecto.

[Fonte: Wikipedia]

~~

Não Sabe Onde Ficar no Seu Carnaval?

Venha Já Para a CMMC Turismo!

Confira a página de Carnaval em nosso site e veja por si mesmo os baixos valores.