Mural CMMC – Natal / RN

Natal – Rio Grande do Norte

Natal - RN

Natal - RN

A cidade de Natal possui uma área de 172 Km² e população estimada em 800 mil habitantes. A expansão urbana vem ocorrendo em direção aos municípios de Parnamirim e São Gonçalo do Amarante, formando a Grande Natal.

É uma cidade moderna e alegre, cresceu entre rios e o mar, enfeitada por dunas e muito verde. Aqui se diz é verão o ano inteiro, num litoral de praias deslumbrantes, lagoas, sertão, culinárias, passeios, arte e cultura nunca vistos, aliados a uma ótima hospitalidade natural do seu povo. Natal recebe mais de 2 milhões de turistas por ano entre os brasileiros e estrangeiros.

Os visitantes ficam deslumbrados com os mais de 400 Km de litoral passeando por lindas praias, muitas das quais visitadas em passeios emocionantes de Buggy entre Mar, Dunas e Lagoas com vários atrativos nesses caminhos, encontrando ainda locais para práticas de Mergulho, Surf e os ventos constantes possibilita a prática de Vela, como o Windsurf e Kitesurf.

Alem dos atrativos naturais à cidade possui uma rede hoteleira de qualidade com aproximadamente 25 mil leitos e um Centro de Convenções com auditórios multi-uso, com recente ampliação para 4 mil assentos, de um total de 15 mil assentos, com auditórios bem equipados.

Fonte: Brasil Turismo

Anúncios

Mural CMMC – Garopaba / SC

Garopaba - SC

Garopaba - SC

Garopaba/Ferrugem

Praia da Ferrugem tem dunas, mar cristalino, jovens e muito agito

Um dos destinos mais concorridos do litoral catarinense quando o verão chega para valer, Garopaba oferece de tudo um pouco, reunindo os variados estilos de turistas. Por lá, as famílias encontram infra-estrutura e serviços essenciais que garantem conforto e comodidade, enquanto os surfistas deliram com as excelentes ondas da selvagem praia do Silveira. Já a turma jovem marca presença na praia da Ferrugem – bonita e badalada, reúne dunas, mar cristalino, bares e quiosques que lotam dia e noite. Nem mesmo o acesso precário por ruas de terra desanima a galera.

A antiga vila de pescadores, descoberta pelos hippies e surfistas nos anos 70, deixou boa parte do bucolismo para trás, mas preserva ainda algumas ruas de chão batido, a pitoresca igrejinha branca na orla da praia central – sempre tomada por coloridos barquinhos – e o ambiente rústico da praia do Ouvidor. Também intactas estão as gigantescas dunas de Siriú – um deleite para os adeptos do sandboard -, e as trilhas que conduzem a mirantes naturais emoldurados por cenários intocados. Um dos caminhos, com seis horas de duração, leva à charmosa Praia do Rosa, escolhida pelas baleias-francas para procriar e amamentar seus filhotes entre os meses de junho e novembro.

O estilo do mundo do surf predomina no comércio de Garopaba. Palco de campeonatos nacionais e internacionais, a cidade conta com diversas casas especializadas em sucos, produtos naturais, pranchas e acessórios, além de uma imensa loja da grife Mormaii, referência quando o assunto é o esporte das pranchas. Quem não faz parte da tribo, encanta-se com os tapetes artesanais produzidos na região ou, ainda, com os objetos de decoração importados da Indonésia.

Fonte: Férias Brasil

Mural CMMC – Cabo Frio

Cabo Frio - RJ

Cabo Frio - RJ

Dunas gigantes, formações rochosas curiosas e praias limpas embelezam Cabo Frio

Quem visita Cabo Frio e descobre a riqueza de sua gente e de sua natureza, bem como seu valor histórico e cultural, fica instigado a adotar a cidade como destino certo das próximas viagens. Distante 148 km da capital do Rio (duas horas e meia de carro), no litoral Norte, constitui um dos mais importantes centros turísticos do Estado e do país e o principal município da Região dos Lagos.

A cidade de 150 mil habitantes e 403 km² de área é a quarta cidade mais antiga do Estado e a sétima do Brasil. Concentra um grande número de monumentos históricos, incluindo edificações centenárias, sambaquis (evidências do cotidiano de habitantes pré-históricos) e ruínas de antigas fortificações.

No entanto, seu valor não se limita à representatividade histórica. O patrimônio natural de Cabo Frio pode ser considerado um dos mais belos espetáculos do nosso litoral. Ali, o Sol brilha 275 dias por ano e não é propaganda enganosa.

As praias são famosas pelas águas transparentes, normalmente frias e inacreditavelmente azuis. A areia branquinha é uma marca registrada e ajuda a reforçar o cenário paradisíaco.

A paisagem é valorizada pela diversidade, com restingas, mangues, dunas, encostas rochosas, enseadas e ilhas oceânicas. As formações rochosas de alguns pontos da cidade, como a praia do Forte, a mais famosa de Cabo Frio, contam uma parte importante da geologia do continente. Além disso, há evidências da ocupação humana que datam de 6.000 anos atrás.

A cidade, habitada inicialmente por índios tupinambás até a chegada dos colonizadores europeus, já teve latifúndios, sobretudo, de cana-de-açúcar e café. A pesca e a extração e o processamento do sal foram e continuam sendo atividades muito importantes para a economia de Cabo Frio.

Ela vem ganhando ares de cidade grande, com boa infra-estrutura tanto para os moradores como para fomentar o turismo, que é, hoje, sua principal atividade econômica. Ruas com calçamento novo, ciclovia, excelente sinalização, organização e limpeza são detalhes que se destacam. Mesmo com todo o desenvolvimento, Cabo Frio consegue manter o charme provinciano e a simplicidade de uma população que não quer abandonar sua identidade. A poucos metros do centro, por exemplo, há ruas e recantos que denotam a mais pacata das cidades.

As famosas dunas de Cabo Frio dão à região um valor singular. Protegidas por lei, para evitar que dêem lugar a condomínios residenciais, elas ocupam boa parte do município, margeiam praias e escondem cantinhos especiais para admirar o pôr-do-sol ou simplesmente ficar ouvindo a “voz” do vento.

A vegetação de restinga, com cactos e grupos específicos de bromélias e orquídeas, adaptadas ao clima da região quente e úmido, ajuda a criar cenários inesquecíveis, que ganham movimento graças aos fortes e constantes ventos que sopram por essas bandas. Aliás, o vento é o que torna Cabo Frio um dos destinos prediletos dos amantes dos esportes à vela e do surfe.

O porto de Cabo Frio foi um dos maiores exportadores de sal do Brasil. Há inúmeras salineiras espalhadas pela cidade, algumas delas desativadas. Formam verdadeiros espelhos d’água que refletem o céu e constituem mais uma peculiaridade da paisagem cabo-friense.

As temperaturas são agradáveis durante todo o ano, mas por conta dos ventos, é sempre bom carregar um agasalho. Arrume companhia para desbravar as dunas, pois não é aconselhável caminhar sozinho por elas. Muitas das praias têm correnteza forte, por isso, não abuse.

fonte: UOL – Vigem
____________________________________

CMMC Tim e Sharing – Turismo tem Apart-Hoteis nessa região, gostaria de conhecê-los?

Mural CMMC – Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses

A natureza usou todos os seus dotes ao concluir a paisagem dos Lençóis Maranhenses: um enorme deserto de dunas entrecortado por lagoas de água doce. As lagoas, provenientes das abundantes chuvas, possuem águas cristalinas e coloridas devido à vegetação e ao solo. Nelas, habitam peixes, crustáceos e tartaruguinhas verdes, que na epóca de seca, desaparecem misteriosamente.

As dunas, com até 40 m de altura, são formadas pela ação dos ventos que sopram constantemente do mar e chegam a 70 km/h. Esses ventos fazem as dunas se movimentarem, invadindo cidades que valem a pena conhecer, como a de Barreirinhas, típico vilarejo do interior localizado à margem do Rio Preguiças.

Em Barreirinhas pode-se alugar um barco, lancha (voadeira) ou usar a barca regional (tipo gaiola) para descer o Rio Preguiça. A viagem proporciona belas paisagens : manguezais com garças, caranguejos e mergulhões, a praia do alazão (onde o vento vem trazendo as areias, soterrando os mangues e formando dunas fantásticas) e a região de vassouras (com areias e piscinas naturais).

A região ocupa 155 mil ha de área e faz parte do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, criado em 1981 para facilitar a preservação de seus ecossistemas.

O acesso ao parque, que tem 70 Km de praia, pode ser feito por via terrestre e, na estação chuvosa, pelo rio Preguiça -a partir de Atins ou de Barreirinhas.

Mural CMMC – Natal

Praia de genipabu - Natal

Praia de genipabu - Natal

Localizada a 23 quilômetros de Natal, chega-se à Praia de Genipabu atravessando o rio Potengi pela ponte do Igapo ou por balsa. Em Genipabu são encontradas diversas e lindas dunas claras, com até 50 metros de altura. Além do bugue, os visitantes podem passear em jegues ou ultraleves.