[Turismo] Uma das molduras naturais mais bonitas do mundo. Conheça Foz do Iguaçu – PR

Uma das molduras naturais mais bonitas do mundo. Conheça Foz do Iguaçu – PR

Com uma das molduras naturais mais bonitas do mundo, Foz do Iguaçu é praticamente uma Torre de Babel. Além dos brasileiros, argentinos e paraguaios que dividem a região da Tríplice Fronteira, a cidade é visitada por gente dos mais diversos cantos do planeta. Atraídos pelas cataratas do rio Iguaçu, um conjunto de 275 quedas d´água que chegam a 90 metros, os turistas encantam-se não somente com o visual, mas com as diversas maneiras de apreciá-lo. Dentro do Parque Nacional, tombado como Patrimônio da Humanidade, as opções são os mirantes e as passarelas. Nos arredores, há passeios de barco e helicóptero, caminhadas e rafting, sempre com as cataratas como pano de fundo. Parte da reserva pertence à Argentina e vale a pena cruzar a fronteira para descobrir os encantos do lado dos hermanos – é lá que fica a Garganta do Diabo, um dos saltos mais impressionantes.

O país vizinho abriga também o cassino mais badalado da área, o Casino Iguazú, com roletas, caça-níqueis, poker… caso a sorte esteja a favor, guarde uns trocados para gastar em compras na paraguaia Ciudad del Este, logo após a Ponte da Amizade. Artigos como perfumes e bebidas saem a preços em conta e podem ser adquiridos em dólar ou real.

De volta à Foz, o passeio só fica completo com uma visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu, com tour técnico que leva às turbinas. Com tanta água nos arredores, a cozinha típica da região só poderia ser à base de peixes. Não volte sem experimentar o Pirá de Foz, preparado com os saborosos dourado e surubim, abundantes no rio Paraná.

[Fonte: Férias Brasil]

Anúncios

Mural CMMC – Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu - PR

Foz do Iguaçu - PR

Foz do Iguaçu: muito além das Cataratas

Viajar à Foz do Iguaçu sem planos de conhecer as Cataratas não é muito comum, afinal, foram as famosas quedas d’água que renderam à cidade paranaense fama no mundo todo. No entanto, engana-se quem pensa que Foz limita-se apenas ao seu principal cartão-postal. Se você pertence a esse grupo, já é hora de acrescentar novas opções turísticas na sua programação.

O ecoturismo é, sem dúvidas, uma das alternativas que vêm ganhando força na região. Imagine só fazer rapel com as Cataratas ao fundo? No Parque Nacional do Iguaçu, considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1986, o turista tem a opção de curtir a natureza praticando diversas modalidades esportivas como rafting, arvorismo, cascading, escalada, rapel e trilhas ecológicas.

O passeio mais conhecido por lá é o Macuco Safari. Nele, o visitante percorre uma trilha de 3 km em um jipe até uma plataforma no Rio Iguaçu, onde embarca em um barco bimotor rumo à Garganta do Diabo, salto com 90 m de altura e que, por seu formato, lembra uma ferradura. A navegação poderia até ser “light” se o barco não levasse os visitantes a apenas 5 m das Cataratas. É água para todo o lado, gritos, adrenalina correndo solta, mas, quando acaba, dá vontade de repetir mais e mais vezes. Além das Cataratas e das opções em ecoturismo, a cidade tem ainda uma noite animada, uma mesquita árabe e um templo budista. Além da famosa usina de Itaipu, Foz do Iguaçu tem também a vantagem de fazer fronteira com dois países: o Paraguai e a Argentina. Não são necessários mais que vinte minutos para curtir os cassinos das cidades vizinhas Ciudade Del Este e Puerto Iguazu.

É por isso que todo ano a cidade é escolhida por milhares de visitantes, inclusive por figuras ilustres como o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, o primeiro ministro britânico Tony Blair e o cineasta Francis Ford Coppola.

Fonte: Redação Terra

Mural CMMC – Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu - Cataratas

Foz do Iguaçu - Cataratas

Foz do Iguaçu: muito além das Cataratas

Viajar à Foz do Iguaçu sem planos de conhecer as Cataratas não é muito comum, afinal, foram as famosas quedas d’água que renderam à cidade paranaense fama no mundo todo. No entanto, engana-se quem pensa que Foz limita-se apenas ao seu principal cartão-postal. Se você pertence a esse grupo, já é hora de acrescentar novas opções turísticas na sua programação.

» Veja as fotos

O ecoturismo é, sem dúvidas, uma das alternativas que vêm ganhando força na região. Imagine só fazer rapel com as Cataratas ao fundo? No Parque Nacional do Iguaçu, considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1986, o turista tem a opção de curtir a natureza praticando diversas modalidades esportivas como rafting, arvorismo, cascading, escalada, rapel e trilhas ecológicas.

O passeio mais conhecido por lá é o Macuco Safari. Nele, o visitante percorre uma trilha de 3 km em um jipe até uma plataforma no Rio Iguaçu, onde embarca em um barco bimotor rumo à Garganta do Diabo, salto com 90 m de altura e que, por seu formato, lembra uma ferradura. A navegação poderia até ser “light” se o barco não levasse os visitantes a apenas 5 m das Cataratas. É água para todo o lado, gritos, adrenalina correndo solta, mas, quando acaba, dá vontade de repetir mais e mais vezes. Além das Cataratas e das opções em ecoturismo, a cidade tem ainda uma noite animada, uma mesquita árabe e um templo budista. Além da famosa usina de Itaipu, Foz do Iguaçu tem também a vantagem de fazer fronteira com dois países: o Paraguai e a Argentina. Não são necessários mais que vinte minutos para curtir os cassinos das cidades vizinhas Ciudade Del Este e Puerto Iguazu.

É por isso que todo ano a cidade é escolhida por milhares de visitantes, inclusive por figuras ilustres como o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, o primeiro ministro britânico Tony Blair e o cineasta Francis Ford Coppola.

Mural CMMC – Resorts

Resort Para Crianças

Resort Para Crianças

Crianças em casa nos meses de férias é sinal de aborrecimento para elas e de preocupação para os pais.

1 – Juquehy Praia (São Sebastião)

A praia de águas calmas de Juquehy é o lugar ideal para sair com a criançada nas férias. Localizado à beira-mar, o hotel disponibiliza monitores que dão aulas de surfe para os  mais esportistas, além de  passeios de barco pelo rio e trilhas na mata atlântica. A programação infantil continua também com sessões de cinema e um restaurante com um cardápio especial para os pequenos hóspedes.

2 – Casa Grande Hotel (Guarujá)

O maior resort do litoral paulista conta com um espaço de 1.500 metros quadrados onde o público infanto-juvenil encontra uma piscina exclusiva de biriball, um salão para jogos com brinquedos e mini campo de golfe. As atividades são acompanhadas por profissionais formados em Educação Física que desenvolvem atividades educativas e gincanas.

3 – Estância Barra Bonita (Barra Bonita)

Atrações infantis não vão faltar no verão desse hotel, pelo menos se depender do tema oficial da temporada: A Infância de Todos os Tempos, programação em que todas as gincanas e atividades ao ar livre serão preparadas de acordo com a temática. As crianças também contam com tobogãs e um parque aquático com escorregadores.

4 – Canto da Floresta (Amparo)

Construído segundo os conceitos do Feng Shui, esse hotel místico no interior de São Paulo disponibiliza uma equipe de monitores que realiza atividades para crianças entre 4 e 12 anos. A programação, organizada por idade, inclui oficinas de artes, jogos e passeios à fazendinha.

5 – Bom Tempo Resort (Petrópolis)

A programação desse resort temático de 40 mil metros quadrados construído para os amantes do tênis vai além das quadras e raquetes. Os pimpolhos são monitorados por profissionais que realizam jogos esportivos, atividades entre os animais da fazendinha e organizam sessões de cinema.

6 – Rio Quente Resorts (Goiás)

A estrutura desse complexo hoteleiro localizado em Rio Quente, a 43 quilômetros de Caldas Novas, está voltada para toda a família, mas as crianças contam com uma área dedicada, exclusivamente, às atividades infantis. A equipe de monitores Boto Infantil é responsável em manter os pequenos ocupados durante todo o dia (ou até que terminem suas ‘pilhas’) com uma intensa programação que inclui atividades esportivas, artísticas e ecológicas, como trilhas e caça-fantasmas.

7 – Club Med (Itaparica)

Esportes e artes são os destaques desse resort baiano construído com bangalôs sobre palafitas. Considerado a maior escola de esportes do mundo, o hotel oferece atividades infantis como arco e flecha, caiaque e o novo Le Petit Tennis, aulas de tênis desenhadas, exclusivamente, para o ensino de crianças. Já os pequenos ‘artistas’ contam com uma programação que inclui aulas de circo, oficinas de teatro e pintura, além de apresentações teatrais. Hóspedes com até 4 anos não pagam a estadia.

8 – Salinas do Maragogi Resort (Maragogi – Alagoas)

Educação ambiental é o tema principal das atividades recreativas organizadas pelos profissionais do Clubinho do Siri que estão à disposição das crianças até às 22h. Os pequenos que mal começaram a falar também contam com um serviço extra de babysitter que inclue passeios pelas instalações do hotel.

9 – Summerville Beach Resort (Porto de Galinhas)

O destino em si, conhecido pelas praias de piscinas naturais, já é um excelente motivo para sair de casa com a criançada. Mas nesse hotel de 70 mil metros quadrados vão faltar motivos para as crianças quererem sair dali: restaurante infantil com cardápio preparado à medida para os pequenos, uma piscina de 2.300 metros quadrados com áreas infantis exclusivas e um espaço, conhecido como Clubinho, com atividades recreativas, educação ambiental e prática de esportes.

10 – Bourbon Cataratas (Foz do Iguaçu)

O Kid´s Club é a área dedicada ao entretenimento das crianças hospedadas no hotel e conta com recreadores, piscina com brinquedos, sala de jogos, arvorismo e serviço de babá para os menores.