[Festa Junina] Venha Conosco Curtir Essa Festa!

Venha Curtir Essa Festa Com a CMMC Turismo!

Será Realizada no Dia 31/07/2010

Confira os valores Promocionais:

1 Pessoa – R$ 28,00
2 Pessoas – R$ 56,00
3 Pessoas – R$ 70,00
4 Pessoas – R$ 84,00
5 Pessoas – R$ 98,00
6 Pessoas – R$ 112,00
Criança – R$ 07,00

(Clique aqui e conheça os valores de Julho para outras localidades)

Conheça Um Pouquinho Sobre a Festa Junina

Origem da Festa Junina

Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira explica que surgiu em função das festividades ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que está festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.

[Fonte/Texto: Sua Pesquisa]

[Cultura] Saiba a História de Iguaba Grande / RJ

Conheça Iguaba Grande – RJ

Apart-Hotel Villas Romanas - Iguaba Grande / RJ

O distrito de Iguaba Grande, pertencia a São Pedro da Aldeia, emancipando-se em 8 de junho de 1995, pelo então prefeito Rodolfo José Mesquita Pedrosa.

Localizada na Região dos Lagos, no Leste do Estado do Rio de Janeiro. Dotada de praias atraentes com águas calmas e transparentes, onde o sol brilha durante quase o ano todo.

Iguaba Grande possui diversos bairros e povoados e um grande número de loteamentos e condomínios (a tendência é crescer ainda mais). Com 32 km² de extensão territorial. Faz divisa com os municípios de São Pedro da Aldeia e de Araruama, e está ligado à Niterói pela Rodovia Amaral Peixoto, ficando a 139 quilômetros da Cidade do Rio de Janeiro. Outra opção é pela Rio-Manilha, através da BR-101, passando por Rio Bonito e Araruama, tendo acesso ao percurso que serve a Iguaba Grande, utilizando a moderna estrada da Via Lagos.

Agora que você conheceu um pouquinho da história dessa belíssima cidade, venha conhecer pessoalmente através da CMMC Time Sharing Turismo.

Seja um associado através do Plano de Turismo – PLANTUR ou seja Proprietário de Semana Time Sharing e desfrute dos mais belos locais dessa maravilhosa cidade.

Para mais informações sobre os preços e como se associar entre em contato conosco pelo telefone (21) 3332-3895 ou clique aqui para nos enviar uma mensagem.

Mural CMMC – Iguaba Grande / RJ

Iguaba Grande

Iguaba Grande - RJ

Iguaba Grande - RJ

“Integrante da badalada Região dos Lagos fluminense, a cidade às margens da Lagoa de Araruama é procurada por muitas famílias durante as férias de verão”

Tranqüilidade e sossego são as palavras de ordem em Iguaba – pelo menos durante a baixa temporada! Integrante da badalada Região dos Lagos fluminense, a cidade às margens da Lagoa de Araruama é procurada por muitas famílias durante as férias de verão. O movimento fica no entorno da praia lacustre que dá nome ao município, com quiosques e ciclovia. Para curtir o pôr-do-sol, as melhores opções são a praia da Ilhota, com acesso à Ilha de Santa Rita de Cássia que abriga um oratório de 1917; e a rústica Ponta da Farinha.

Entre os atrativos culturais merece destaque a Casa da Cultura, instalada em um casarão do século XIX e que abriga exposição permanente de objetos históricos, exposição de artistas regionais, feira de artesanato e anfiteatro para apresentações nos finais de semana. O espaço oferece ainda o Armazém da Terra, um quiosque repleto de guloseimas típicas como doce de amendoim, mel, tapioca… Não deixe de apreciar a singela Capela de Nossa Senhora da Conceição, erguida em 1761.

Fonte: Férias Brasil

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Iguaba Grande na CMMC

Conheça Iguaba Grande na CMMC Time Sharing – Turismo

  • Unidade de um ou dois quartos, sala, cozinha equipada, banheiro, TV, Circulador de ar ou ventilador
  • Piscina
  • Play
  • Campo de futebol
  • Churrasqueira
  • Coffee Shop

Mural CMMC – Iguaba Grande e Cabo Frio

Praia de Mongagua

Praia de Mongagua

Eventos

20 a 28/2 – Carnaval em Iguaba Grande – (10707)

O Carnaval, em Iguaba Grande, começa na sexta-feira dia 20 de fevereiro, com a Banda Brilho da Bahia. Sábado (21), domingo (22) e segunda-feira (23) tem desfile de blocos. Banda Timbalaê e a Banda Ki Prazer se apresentam na semana seguinte.
Confira a programação do Carnaval de Iguaba Grande:

20/02 (Sexta-feira)
22:00h – DJ Tocando Marchinhas
00:00h as 06:00h – Show com a Banda Brilho da Bahia

21/02 (Sábado)
17:00h – Bloco Pimenta no Orkut dos Outros é Refresco (Orla /Centro)
22:00h – DJ Tocando Marchinhas
00:00h as 06:00h – Show com a Banda Brilho da Bahia

22/02 (Domingo)
17:00h – Bloco Galo Garanhão
18:00h – Bloco Picolé com Algodão Doce
19:00h – Bloco Solemar
20:00h – Bloco GNV
21:00h – Bloco Sacode Senão Pinga
22:00h – Bloco Atrás de Você
23:00h – Bloco Acadêmicos da Pedreira
00:00h as 06:00h – Show com a Banda Brilho da Bahia

23/02 (Segunda-feira)
15:00h – Bloco Pimenta no Orkut dos Outros é Refresco (Orla/Centro)
22:00h – DJ Tocando Marchinhas
00:00h as 06:00h – Show com a Banda Brilho da Bahia

24/02 (Terça-feira)
20:00h – Bloco Estourando Cachaça
22:00h – DJ Tocando Marchinhas
00:00h as 06:00h – Show com a Banda Brilho da Bahia

26/02 (Quinta-feira)
23:00h – Show com a Banda Timbalaê

27/02 (Sexta-feira)
23:00h – Show com a Banda Timbalaê

28/02 (Sábado)
23:00h – Show com a Banda Ki Prazer

Fonte: Prefeitura de Iguaba
15/2

14 a 27/2 – Carnaval de Rua em Cabo Frio – (10700)

A festa começa no dia 14, sábado, com o Bloco da Saúde fazendo a sua concentração a partir das 17h, na Av. Antônio Feliciano de Almeida, no bairro da Passagem.
No dia seguinte, dia 15, o Vermelho e Branco e a Banda da Cidade fazem o tradicional encontro dos foliões. A concentração do Vermelho e Branco vai acontecer a partir das 12h em sua quadra, no bairro União. Já os integrantes da Banda da Cidade vão aquecer os tamborins a partir das 11h, no Nica´s Bar, na Avenida do Contorno. Os blocos saem juntos, a partir das 15h, e se encontram na Praia do Forte.
Na sexta-feira antes do Carnaval, dia 20, a alegria começa bem cedo, a partir das 9 horas, com o bloco A Moda C agitando as areias da Praia do Forte. Mais tarde, a partir das 18h, o bloco Falange vai desfilar pelas ruas do bairro Jardim Caiçara. A concentração está prevista para a rua Turquia. A partir das 19h, o bloco da Costela vai concentrar na Rua 13 de Novembro.
No sábado de carnaval, dia 21, oito agremiações vão levar alegria para as ruas de Cabo Frio. A agitação começa cedo, a partir das 11h, com a concentração do bloco Costa Azul no Largo de Santo Antônio, no centro da cidade. Esse bloco faz a abertura oficial do carnaval na cidade e, todos os anos, arrasta milhares de pessoas até a Praia do Forte. A partir das 16h, o bloco Carnagay vai fazer a sua concentração na Avenida do Contorno, próximo à Duna Preta. A saída do bloco Nucep está prevista para as 19h, na Rua Luis Feliciano Cardoso, no bairro Praia do Siqueira.Neste mesmo horário, o bloco Alcoolância vai partir da Rua Expedicionários da Pátria, no bairro São Cristóvão, com destino à praça do bairro. Já o tradicional Que M. É Essa? sai da Travessa Fernandes, no centro da cidade, para percorrer a Avenida Assunção, também a partir das 19h.No mesmo dia, o bloco Azul e Branco está com a sua concentração programada para as 18h, na Av. Lecy Gomes da Costa, no bairro São Cristovão. A partir das 20h, o União do Arrastão vai sair da praça do bairro da Gamboa e, no mesmo horário, o Oh Sorte da quadra da Escola de Samba Flor da Passagem, na Avenida do Contorno.
No domingo, dia 22, os moradores do bairro Praia do Siqueira terão uma final de manhã animada com o bloco Risco, fazendo a festa na Av. Luis Feliciano Cardoso a partir das 11h. Já o Bloco das Damas inicia a batucada às 15h, na Rua Meira Júnior, em frente à quadra do Vermelho e Branco. Na mesma rua, na esquina com a Av. Antônio Feliciano de Almeida, já estará concentrado o bloco Parókia. O Afoxé Ilê Obá parte às 16h, com a concentração na esquina da Av. Ézio Cardoso da Fonseca com Estrada de Búzios, no bairro Jardim Esperança.Ainda no domingo, o Boi da Barra aquece a sua bateria a partir das 16h na Av. Almirante Barroso, no canto do Forte São Mateus. O Sem Barreira sai da Rua Japão, no bairro São Francisco, a partir das 17h. Uma hora depois, o bloco Jacuba deixa a sua concentração na Rua Coronel Mário Quintanilha, no bairro Vila Nova. O bloco Perocão fecha a animação de domingo, com concentração a partir das 20h, em frente ao Hotel Âncora, na Praia do Peró.
Na segunda-feira, dia 23, a alegria dos foliões começa a partir das 14h, com a concentração do bloco Celebridade da Folia, na Praça do Itajuru. Às 16h, o bloco Cabo Free vai sair do Quiosque Bambu, na Avenida do Contorno e, às 17h, o Zoeira sairá da Rua Alex Novelino, no bairro Vila Nova. A concentração do bloco Peroíso vai acontecer a partir das 16h, na Rua do Moinho, no bairro do Peró. Já o Deixa Arder desfila no mesmo horário pelas ruas de São Cristóvão, com concentração na Rua Fagundes Varela. O Bloco da Educação Física aquece os tamborins a partir das 18h, na Avenida do Contorno. Os blocos Costela e Alcoolância também voltam a desfilar na segunda-feira, respeitando os locais de concentração e horários.
Na terça-feira, dia 24, o bloco Bomba inicia a sua folia às 12h, na Praça do Itajuru. Às 16h, o bloco Família é Mole Mas é Meu vai sair do Quiosque Chopão, na Avenida do Contorno e às 20h o Rala Ovo reunirá seus integrantes na Rua Expedicionários da Pátria, em São Cristóvão. Os blocos Boi da Barra, Que M. é Essa?, Bloco das Damas, Parókia e Perocão também voltam a desfilar na terça-feira, respeitando sempre os locais e horários de concentração.
A quarta-feira de cinzas, dia 25, será de muita animação para os foliões do bloco Os Piratas, que estarão concentrados a partir das 17h na quadra de esportes do bairro da Passagem. No mesmo horário, o Quem Manda é o Cara vai sair da rua José Paes de Abreu, ao lado da Academia Nanuque.
Contudo, a folia em Cabo Frio não acaba na quarta-feira de cinzas. Na sexta-feira, dia 27, o bloco Safado é o Cara vai animar a Avenida do Contorno, na Praia do Forte, a partir das 19h. A alegria do carnaval de Rua de Cabo Frio só termina no dia 1º de março, com o desfile do bloco Os Atrasados, saindo do bairro Morubá, a partir das 15h.

Fonte: Prefeitura de Cabo Frio
12/2

14 a 28/2 – III Exposição de Artes Plásticas em Cabo Frio – (10701)

Será realizada, na Pinakoteca Galeria de Arte de Cabo Frio, a III Exposição Individual de Artes Plásticas, com abertura neste sábado, dia 14, a partir das 18h, e irá até o dia 28 de fevereiro, sempre aberta ao público das 10h às 20h.
Esta exposição tem como tema “Férias em Cabo Frio” do artista plástico hiper-realista Paulo de Carvalho, pintor petropolitano, bacharel em pintura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e comparado pela crítica a renomados artistas como Batista da Costa e Nicolau Facchinetti.
– Gostaria de convidar a todos para apreciar as telas do Paulo de Carvalho que têm um colorido muito especial. Cada uma, além de retratar a belíssima natureza de Cabo Frio, também nos mostra, com perfeição, seus mais lindos pontos turísticos. Tenho certeza que as pessoas vão se encantar com tanta beleza e com os bons preços – comentou Rozane Medeiros, gerente da galeria.
A Pinakoteca Galeria de Arte de Cabo Frio está localizada à Rua Samuel Angenor Angenitsky, 16, loja 13, esquina com Avenida Júlia Kubitschek – Ed. Premier Center – Parque Riviera.
Mais informações: (22) 2645-6656 / 8817-1809 / 9227-6155 (Rozane Medeiros – Gerente da Pinakoteca Galeria de Arte de Cabo Frio)

Fonte: Prefeitura de Cabo Frio
12/2

Mural CMMC – Iguaba Grande / RJ

Iguaba Grande - RJ

Iguaba Grande - RJ

História:Iguaba vem do tupiguarani e significa “Lugar de muitas águas”.

Consta que, desde a época do descobrimento, toda a região atraía navios piratas que, movidos pelo interesse na  exploração do pau-brasil,  se escondiam na Lagoa.

Características:

Próxima do Rio de Janeiro para ser alcançada em uma hora e meia de carro, é um lugar ainda tranqüilo, sem a violência e o medo característico dos grandes centros, e lembra cidades do interior. A sua geografia, com seus contornos de leves sinuosidades, a placidez das águas da lagoa e a calma e hospitalidade de sua gente remete para sensações de paz e de tranqüilidade.

Saindo da orla, sua área rural possui muitas fazendas de criação de gado.

As alvoradas e os crepúsculos exigem uma máquina fotográfica sob pena de lamentar ter perdido o registro de momentos de rara beleza.

À noite nada há que se interponha entre nosso olhar e o céu, nem fumaça de fábricas, nem qualquer poluição, e o espetáculo do brilho das estrelas é imperdível.A Capela de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da cidade, é uma construção datada de 1615 e chama a atenção por sua autenticidade e beleza. Até 1995, quando de sua emancipação, Iguaba Grande era distrito da cidade de São Pedro da Aldeia.

Principais dados:

População: 15.052 habitantes
Aniversário da Cidade: 08 de junho
Clima: Quente úmido
Temp. máxima: 40 graus
Temp. mínima: 18 graus
Atividades econômicas: Turismo, pesca, agropecuária

Principais pontos de interesse:

RESERVA: Uma das últimas reservas da Restinga Herbácea que preserva belas e exóticas espécies de Orquídeas e Bromélias, está  na área pertencente a UFF.

PALMEIRAS IMPERIAIS: No centro da cidade, é o cartão postal do município.

CAPELA: De estilo tipicamente colonial, foi concluída em 1761. Na sua construção empregou-se o material da época: pedra, argamassa de barro, concha em pó, água e óleo de baleia.

Praias:

Praia do Centro
Praia da Cidade Nova;
Praia da Caieira
Praia da Aldeia 99
Praia da Ponta da Farinha
Praia do Gavião

A CMMC Time Sharing – Turismo tem empreendimentos nessa região, quer conferir?

Mural CMMC – Iguaba Grande

Iguaba Grande - RJ

Iguaba Grande - RJ

O distrito de Iguaba Grande, que pertencia a São Pedro da Aldeia, foi criado pela Lei Nº 2.161, de 8 de junho de 1954, tendo se emancipado por intermédio da Lei Estadual Nº 2.407, de 8 de junho de 1995, pelo então prefeito Rodolfo José Mesquita Pedrosa.

Está situada na Região Leste do Estado do Rio de Janeiro, conhecida oficialmente como Baixada Litorânea Fluminense. É dotado de praias atraentes com águas calmas e transparentes, ensolaradas durante quase o ano todo.

No dia 13 de março de 1994, cerca de 94% dos eleitores foram as urnas concordando com a emancipação do distrito. A votação popular para determinar a separação político administrativa de Iguaba Grande foi de grande importância para a Região dos Lagos.

O novo município é mais um a reivindicar soluções para problemas que a municipalidade não consegue resolver. Iguaba Grande possui diversos bairros e povoados, e um grande número de loteamentos e condomínios (a tendência é crescer mais ainda). O último censo realizado em 2.000 pelo IBGE, registrava a existência de 15.052 moradores fixos.

Iguaba possui 32 km² de extensão territorial. Limita-se com os municípios de São Pedro da Aldeia e de Araruama, e está ligado à Niterói pela Rodovia Amaral Peixoto, da qual dista 119 quilômetros e 139 quilômetros da Cidade do Rio de Janeiro. Outra opção é pela Rio-Manilha, através da BR-101, passando por Rio Bonito e Araruama, tendo acesso ao percurso que serve a Iguaba Grande, na moderna estrada da Via Lagos.

A cidade divide-se em 22 bairros oficiais:

  • IGUABA PEQUENA
  • ANDORINHAS
  • CANELLAS CITY
  • LAGUNA AZUL
  • PARQUE TAMARIZ
  • CENTRO
  • SOPOTÓ
  • PEDREIRA
  • JARDIM SOLARES
  • BOA VISTA
  • ESTAÇÃO
  • NOVA IGUABA
  • SÃO MIGUEL
  • UNIÃO
  • CIDADE NOVA
  • VILA NOVA
  • IGARAPIAPUNHA
  • ARRASTÃO DAS PEDRAS
  • UBÁS
  • CAPIVARA
  • COQUEIROS
  • SAPEATIBA-MIRIM


Considerada privilegiada por sua tranqüilidade e belezas naturais, Iguaba Grande atrai veranistas e assíduos freqüentadores, que desfrutam dos recantos pitorescos, possuindo uma boa estrutura de serviço com pousadas, hotéis, restaurantes e campings.

A capela está situada em frente à praia, na Rodovia Amaral Peixoto, km 96, entre residências e casas comerciais. Assemelha-se ao tipo mais simples das capelas jesuíticas, obedecendo ao estilo típico da época. Construída com argamassa, óleo de baleia, pedras e conchas.

Além da reforma feita por Bento José Martins na primeira metade do século XIX, a pequena igreja sofreu em 1972, uma segunda, que, descaracterizou o seu interior.

Registra-se, também, como marco inicial as centenárias palmeiras plantadas em frente ao colégio Estadual Dr. Francisco de Paula Paranhos que, pela altura e beleza, destacam-se na paisagem. Suas sementes são levadas por turistas brasileiros e até mesmo do exterior.

Assinala-se ainda que havia no tempo das antigas fazendas, um porto batizado com o nome de “Madeira” devido ao grande carregamento deste material e que se localizava no hoje denominado Morro de Governo. O carregamento da madeira e de gêneros alimentícios era feito pelos escravos e transportado por barcos e carro de boi, para Massambaba e outras localidades. O comércio local era abastecido por tropas de burros. Os lavradores vinham a cavalo comprar roupas e comestíveis e só pagavam quando chegava o tempo das colheitas. A pesca, por sua vez, era feita em rústicas canoas e os pescadores tocavam uma corneta para anunciar o desembarque do pescado.

Como toda cidade pequena do interior, Iguaba Grande também tinha sua estação de trem da Estrada de Ferro Central do Brasil. Fundada em 15 de maio de 1915, transportava passageiros e cargas, de Niterói a Cabo Frio e vice-versa. Alguns vagões ficavam parados perto da praia, onde hoje é o Condomínio das Garças.

Para armazenar água potável, a população utilizava-se de água de poço e da chuva, depositadas em cisternas domésticas e latas. O serviço de abastecimento encanado só veio em 18 de abril de 1978, após a fusão do estado da Guanabara com o Rio de Janeiro, na administração do Governador Faria Lima.

Iguaba Grande não possuía iluminação pública e somente por volta de 1940 é que a Prefeitura de São Pedro da Aldeia implantou o sistema, utilizando óleo diesel. A manutenção do gerador era feita por um funcionário, e logo que começava escurecer ele ligava o motor, desligando-o às 22 horas.

A CMMC Time Sharing – Turismo tem empreendimentos nessa região, que tal dar uma olhada?