[Turismo] Ótima Opção. Caraguatatuba – SP

Escondida entre Ubatuba e São Sebastião, Caraguatatuba já faz parte do roteiro de quem circula pelo Litoral Norte de São Paulo, graças aos 40 quilômetros de belas praias e à respeitável infra-estrutura que reúne shoppings, mercados e muitas lojas. As belezas da mata Atlântica também fazem parte dos atrativos e estão protegidas no Parque Estadual da Serra do Mar. A área de 88 mil hectares abriga trilhas, piscinas naturais e uma infinidade de espécies de pássaros, animais e plantas.

Praias: Tabatinga tem águas calmas e cristalinas

Praias: Tabatinga tem águas calmas e cristalinas

Com cenários variados, a orla reúne praias selvagens – uma delas é a Brava, com boas ondas e surfistas – e badaladas como Martin de Sá, ponto de encontro dia e noite da turma jovem. Quem viaja com os pequenos encontra em Tabatinga, Prainha e Cocanha as águas mais tranqüilas da região, além de bares e quiosques que capricham nos pratos e petiscos à base de frutos do mar. Sempre frescos, camarões, peixes e ostras chegam às mesas seguindo variadas receitas – todas de dar água na boca!

No quesito esportes, Caraguá vai além das atividades aquáticas. Adeptos do vôo-livre se encontram nos finais de semana no alto do morro de Santo Antônio, a 340 metros de altitude. De asa-delta ou parapente, encantam-se com a paisagem formada pela enseada de Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela.

[fonte: Férias Brasil]

[Turismo] Trilhas No Litoral de SP – A Boa do Verão

Ótimas Trilhas

Aproveite as férias para fazer trekking pelas areias de Ilhabela ou pelas cachoeiras da rota Salesópolis-Boiçucanga

São Paulo – Sol, sombra e água fresca não faltam nas trilhas promovidas por operadoras de ecoturismo no litoral norte de São Paulo. Passeios como o das praias desertas, em Ubatuba, a 248 quilômetros da capital, combinam caminhadas à beira-mar com trechos de mata atlântica e mergulhos em lagoas de água doce. Outros roteiros, como a travessia de Salesópolis a Boiçucanga, em São Sebastião (a 245 quilômetros de São Paulo), incluem cachoeiras geladas – opção para lavar a alma no primeiro mês de 2007.

“No verão, é gostoso estar ao lado da praia”, diz Márcio Pires, assessor de Marketing da Pisa Trekking. Do ponto de vista atlético, a estação nem é a melhor para o trekking: o calor pode até atrapalhar as caminhadas. Em dias ensolarados com poucos afazeres, no entanto, ninguém liga para isso. “As pessoas procuram as caminhadas no litoral durante o verão porque é quando tiram férias”, explica Lucia Pires Castanho Valente, diretora da operadora Harpyia.

Para não sofrer com o calor, a dica é fazer passeios curtos – ou com várias paradas – e que não exijam muito esforço. Tudo no ritmo preguiçoso das férias. A vantagem é que as trilhas do litoral norte são cheias de lugares para se refrescar, como rios, cachoeiras, lagoas e, claro, o mar.

EXUBERÂNCIA

Suar um pouco nos roteiros pelas praias de São Sebastião, Ubatuba ou Ilhabela (a 234 quilômetros de São Paulo) tem recompensas que vão além de queimar os quilinhos adquiridos no Natal. A beleza das trilhas da região fez com que o assistente administrativo Aléssio Nunes, de 44 anos, repetisse várias vezes passeios como o das praias desertas de Ubatuba. “À beira-mar, as caminhadas são legais pela beleza e pela exuberância da paisagem”, afirma.

Nunes achou fantásticas as Praias Figueira, Mansa, da Ponta Aguda e da Lagoa, trechos de areia branca quase intocados, com acesso somente de barco ou por trilha. As operadoras Cia. Nacional de Ecoturismo e Trilha da Aventura estão entre as que levam turistas para o programa de trekking em Ubatuba (veja acima).

Em Ilhabela, a dica é a trilha no meio da mata atlântica até Bonete, ponto paradisíaco com areias claras. O local abriga a maior comunidade caiçara do arquipélago, com cerca de cem famílias, e também só é acessível por barco ou pela trilha de 15 quilômetros, que passa pelas Cachoeiras da Lage e do Areado. A Cia. Nacional de Ecoturismo tem um roteiro de quatro dias na ilha. Inclui acampamento e passeios nas Praias Vermelha, Mansa e dos Castelhanos.

Uma opção mais curta são as trilhas de duas horas e meia a quatro horas do Tuim Parque, em Barra do Una. Inspirado em empreendimentos ecoturísticos da Costa Rica, o parque é um espaço voltado para a aventura na mata atlântica. Além de trilhas, tem passeios de caiaque e arvorismo. Para a prática de trekking, conta com a trilha do Poções, que margeia o Rio Pouso Alto, e a do Escorrega, que permite brincar de deslizar nas pedras lisas da Cachoeira do Escorrega.

Uma aventura mais desafiante é o caminho pela Serra do Mar, de Salesópolis a Boiçucanga. A trilha é estreita e conta com 12 travessias de rios, além de 4 cachoeiras.

[Fonte: Mochileiros.com]

[Turismo] Ótima Pedida. Conheça Guarapari – ES

Ótima Pedida. Conheça Guarapari – ES

Praia de Meaípe é o point da turma jovem dia e noite

Um dos destinos de verão preferidos dos capixabas e mineiros, Guarapari está entre as cidades do litoral do Espírito Santo que melhor combina lazer com infra-estrutura. A orla, com muitas praias urbanizadas e tomadas por calçadões, quiosques, bares e restaurantes – caso das praias do Morro, das Castanheiras e da Areia Preta -, atrai famílias com crianças e idosos que curtem águas calmas e transparentes e areias monazíticas.

Moqueca capixaba: Delícia típica é preparada em panela de barro

Moqueca capixaba: Delícia típica é preparada em panela de barro

Já a turma jovem marca presença nas praias Enseada Azul e Meaípe – esta última mantém o astral de vila de pescadores e é o cenário ideal para o lançamento dos modismos de verão. Por lá ficam também os melhores restaurantes de frutos do mar da região, especializados na moqueca capixaba. O prato preparado em panelas de barro, ao contrário da receita baiana, não leva leite de coco e azeite de dendê. Meaípe é famosa ainda pela noite agitada. Junto com a vizinha Nova Guarapari, concentra as mais concorridas boates e casas noturnas da cidade.

Guarapari também reserva surpresas para os esportistas. Nas sossegadas praias do Sol, d’Ulé, Setibão e da Cerca há boas ondas o ano inteiro, assim como na movimenta praia do Morro. Os mergulhadores, que encontram águas ainda mais cristalinas entre dezembro e maio, fazem a festa nos naufrágios, ilhas e recifes bem próximos da costa. São peixes e corais coloridos, esponjas, tartarugas, polvos, arraias e lagostas espalhados por Três Ilhas, Farol da Escalvada e Ilha Rasa.

[Fonte: Férias Brasil]

[Turismo] Muito Charme em Vitória / ES

Conheça Vitória no Espírito Santo

O crescimento do turismo de negócios não tirou de Vitória o charme de suas praias ou de suas tradições históricas e gastronômicas. Pelo contrário – incentivou a melhoria da infra-estrutura de serviços, como novos hotéis e restaurantes, além de incrementar as opções de lazer.

A extensa praia de Camburi, por exemplo, ganhou calçadão com jardins, quiosques e ciclovia. O movimento é garantido, também, por conta de uma escola de vela e de um píer de onde partem passeios de escuna. Já o Hortomercado foi incrementado com um centro de empórios e bares. Ali perto fica a saída para a Ilha do Boi, com as praias mais sossegadas da capital.
O epicentro do agito continua sendo a badalada praia do Canto, repleta de bares e restaurantes na área conhecida como Triângulo das Bermudas. O burburinho também acontece de dia por conta do calçadão, da feira de artesanato aos domingos, dos quiosques da Curva da Jurema e das águas calmas procuradas pelos adeptos dos esportes náuticos.

Por falar em atividades na água, o trecho de litoral que vai de Vitória a Guarapari é um dos melhores do mundo para a pesca esportiva do marlim-branco e do marlim-azul. Entre os meses de outubro e de fevereiro, campeonatos internacionais reúnem atletas de diversos países e agitam a região.

No quesito cultura, todos os caminhos levam à Cidade Alta. Fundada em 1551, Vitória ainda preserva alguns patrimônios da época. O tour – melhor feito a pé – apresenta o Palácio Anchieta; a igreja de São Gonçalo, em estilo barroco; a Catedral Metropolitana, de 1920 e estilo neogótico; e a capela de Santa Luzia, a construção mais antiga da cidade. E ainda tem o Convento de São Francisco, as igrejas de Nossa Senhora do Carmo e do Rosário e o Teatro Carlos Gomes, inspirado no famoso Scala, de Milão.

Um dos passeios mais inusitados da região é o que leva ao Mosteiro Zen Morro da Vargem, na cidade vizinha de Ibiraçu. Aos domingos, o espaço abre as portas para o público em geral, gratuitamente. No alto de um morro, os visitantes encontram um reduto de meditação no meio da Mata Atlântica, onde moram os monges. São eles que guiam o passeio pelos cinco templos do local – vá de chinelos, uma vez que é preciso ficar descalço para entrar em alguns.

Tudo acaba em compras e boa mesa em Vitória. Reza a lenda capixaba que: panela de barro, para dar boa moqueca, precisa ter sido feita pelas chamadas Paneleiras de Goiabeiras. Produzidas pelas mulheres do bairro em um imenso galpão, as peças – além de panela, há vasos, caldeirões e cinzeiros – são feitas de maneira artesanal. A técnica é herança indígena e passada de geração para geração. O processo começa com a argila retirada do Vale do Mulembá, um mangue próximo. Depois de tratada e pisada, é modelada e fica dias secando à sombra. O passo seguinte é o acabamento com tintura de tanino.

De Goiabeiras, as panelas seguem para as casas dos turistas e para os restaurantes da cidade, que servem pratos tradicionais como a moqueca e a torta capixabas, ambas à base de fresquíssimos siris, peixes e camarões.

[Fonte: Férias Brasil]

[As Melhores] As 10 Praias mais Tranquilas do Brasil

Galinhos - RN

As Praias mais Tranquilas do Brasil

Certo, beleza é fundamental. Preservação também.
Mas há outros atributos que não fazem sua praia favorita ser unanimidade absoluta.

Há, por exemplo, aqueles que preferem praias bem agitadas, com bastante gente, praticando esportes na areia e na água, ou simplesmente indo e vindo, desfilando à sua frente, enquanto desfruta um sorvete e admira o vai e vem.

Para os que dão mais valor à tranqüilidade, no entanto, existem muitas praias que ainda preservam, em boa parte, um ritmo mais sossegado, propício ao descanso e à reflexão.

Os que são afeitos a esse ambiente mais intimista, que costumam procurar locais isolados, longe dos points e passarelas, podem recorrer à nossa lista de praias mais tranqüilas.

Confira a Lista das 10 Praias Mais Tranquilas do Brasil:

1 – Espelho (em Curuípe, Bahia)

2 – Carro Quebrado (em Barra de Santo Antônio, Alagoas)

3 – Carneiros (em Tamandaré, Pernambuco)

4 – Galinhos (em Macau, Rio Grande do Norte)

5 – Pontal do Cupe (em Porto de Galinhas, Pernambuco)

6 – Ponta de Castelhanos (em Boipeba, Bahia)

7 – Tatuamunha (em São Miguel dos Milagres, Alagoas)

8 – Pedra Grande (em Trancoso, Bahia)

9 – Camurupim (em Natal, Rio Grande do Norte)

10 – Mangue Seco (em Mangue Seco, Bahia)

[Fonte: Brasil Azul]