[Turismo] Paisagem Maravilhosa em Maragogi – AL

Paisagem Maravilhosa em Maragogi – AL

No meio do caminho entre Maceió e Recife fica Maragogi. Fincada no coração da Costa dos Corais, a vila chama a atenção pelo belo conjunto que reúne mar cristalino, areias finas, coqueirais e recifes, sem contar a excelente infra-estrutura de hospedagem. Além dos elementos paradisíacos, a paisagem é incrementada ainda pelas Galés, as enormes piscinas naturais a seis quilômetros da costa, repletas de peixes e acessíveis por catamarãs e lanchas que partem da praia central.

Tranquilidade: Clima rústico é marca registrada da maioria das praias

Tranquilidade: Clima rústico é marca registrada da maioria das praias

Os atrativos de Maragogi, entretanto, não se resumem aos aquários naturais. Os cenários, tanto ao Norte quanto ao Sul, são encantadores e praticamente desertos. Na direção de Pernambuco, as praias de Burgalhau, Barra Grande e Ponta do Mangue, com suas águas azul-esverdeadas, ganham ainda a rusticidade das vilas de pescadores, com casinhas simples e jangadas coloridas cruzando o mar.

Nas pequenas cidades ao redor, como Barra de Santo Antônio e São Miguel dos Milagres, os programas incluem travessia de rio, visita à ilhas e passeios em meio a construções históricas.

A gastronomia é outro ponto forte da região, com simples e bons restaurantes especializados em frutos do mar espalhados pelas praias e vilas. Não deixe de experimentar o famoso bolinho de goma, uma espécie de sequilho à base de manteiga e leite de coco, vendido em bares e lojinhas. A iguaria é produzida no povoado de São Bento, a quatro quilômetros de Maragogi.

[Fonte: Férias Brasil]

Anúncios

[Praias] Encante-se Com Maragogi / AL

Maragogi - AL

Principal destino do Estado de Alagoas depois da capital, atrai visitantes de Maceió e Recife. Possui praias de ondas calmas, recifes e uma grande piscina natural conhecida por Galés. Da praia de Japaratinga, ao sul, uma balsa atravessa o Rio Manguaba para Porto das Pedras, local com praias desertas.

Maragogi inicialmente era um povoado chamado Gamela. Em 1887, foi elevado à categoria de Vila e passou a chamar-se Isabel, em homenagem à princesa que aboliu a escravidão no Brasil. Mais tarde, em 1892, recebeu o nome de Maragogi por causa do rio que banha o local. O nome, segundo historiadores, provém de Marahub-gy, ou rio das Maraubas.

[Fonte: Brazil Tour]

Mural CMMC – Galés, Maragogi / AL

Galés em Maragogi

Galés, Maragogi - AL

Galés, Maragogi - AL

Conheça uma das mais belas formações coralinas do planeta

Estão à disposição passeios de catamarã às Galés (piscinas naturais) e visitas à Fazenda Marrecas, onde pode-se caminhar por trilhas na Mata Atlântica e curtir agradáveis banhos de bica, entre outras atividades.

Em meio a tantos atributos naturais, uma atração se destaca e extasia os visitantes em Maragogi. São os arrecifes de coral com flora e fauna riquíssimas, que na maré baixa formam belas piscinas naturais.
Estas formações coralinas integram a Área de Preservação Ambiental Costa dos Corais, que se estende de Paripueira, em Alagoas, até Tamandaré, em Pernambuco.

São 3 as áreas abertas a visitação: Galés, a quase 6 quilômetros do litoral, Taocas ao norte, e Croa de São Bento, ao sul. Todas incrivelmente belas.
A riqueza da fauna e da flora local impressionam. Logo na chegada os visitantes, em um primeiro momento, parecem não acreditar no que estão vivenciando. Passado o impacto inicial começam a exploração do paraíso.
Com snorkel e máscara de mergulho, a hora é de contemplação. Observar as diversas espécies de seres marinhos é deslumbrante e relaxante.

Fonte: Maragogi Online

Mural CMMC – Maragogi

Maragogi - AL

Maragogi - AL

Maragogi, em Alagoas, tem águas cristalinas que realçam as cores das barreiras de corais

A fé remove as nuvens. Em balneários como a pacata Maragogi, no litoral norte alagoano, os movimentos de moradores e turistas são ditados por dois elementos: sua excelência, o Sol, e os horários da tábua de marés. A luz forte deixa a água do mar ainda mais cristalina e realça as cores das barreiras de corais nas galés, as piscinas que são a principal atração do lugar. Se o guia do catamarã com dezenas de passageiros está garantindo que pensamento positivo traz tempo bom, então não custa obedecer quando ele pede: ‘Alegrem-se! Vocês vão conhecer um lugar belíssimo!’.

A Costa dos Corais é uma APA (Área de Preservação Ambiental) desde 1997, que abrange 135 km da costa brasileira, de Tamandaré, em Pernambuco, até Paripueira, em Alagoas. As galés de Maragogi, distantes 6 km da praia central da cidade, ficam no miolo deste rico ecossistema.

Maragogi - AL

Maragogi - AL

O turismo que desenvolve a economia permite o contato direto com os recifes de corais, rochas imensas, ao mesmo tempo rígidas e delicadas, formadas por organismos com esqueleto calcário. Os corais são bastante sensíveis ao aquecimento global e à poluição. Alguns cuidados são tomados para reduzir os danos à vida marinha. Nas piscinas de água rasa, é proibido usar nadadeiras e alimentar os peixes, por exemplo.

Os passeios de catamarã ou lancha para mergulhar nas galés são o carro-chefe da programação de um dia em Maragogi, em pacotes que partem de Maceió, 130 km ao sul, ou de Recife, 125 km ao norte. Se o turista deu sorte e chega num dia de maré mínima em seu ponto mais baixo, entre 0,1 m e 0,2 m de altura, ele enxerga uma paisagem fantástica: grandes extensões de recifes de corais expostos, água transparente pelos joelhos, bancos de areia onde os guias de mergulho aproveitam para jogar futebol em alto-mar.

Com a maré mais alta, entre 0,4 m e 0,7 m, em dias de correnteza forte, aumentam as dificuldades para se movimentar entre os corais e o risco de machucá-los. Em qualquer situação, é possível mergulhar com snorkel ou cilindro, este com acompanhamento de guias, a 5 metros de profundidade, o que permite enxergar pontos distantes e ainda intocados dos recifes coralinos. Peixinhos escondidos em grutas, anêmonas, corais-cérebro e algas multicoloridas.

Se o turista não levou câmara fotográfica submarina, fotógrafos-mergulhadores se oferecem para registrar as aventuras aquáticas e devolver as imagens em CDs. Com o detalhe que eles burlam a proibição de alimentar os peixes, atraindo cardumes para as fotos com farelos de comida escondidos nas pulseiras.

Graças à estrutura crescente de resorts, hotéis e pousadas, Maragogi alcançou o status de segundo pólo turístico de Alagoas, atrás apenas da capital. Estadias de alguns dias permitem visitar várias praias de águas cálidas e transparentes, menos urbanas e mais rústicas, sempre protegidas por coqueirais, como Bitingui, ao sul, e Ponta do Mangue, ao norte.

A cidade tem cerca de 25.000 habitantes. No centro, nas proximidades da praça da Igreja de Santo Antônio, cercada pelas vans que fazem o transporte dos moradores, um dos prédios mais imponentes é o da agência do Banco do Brasil. O agito social se concentra no calçadão da praia de Maragogi, área com bares, restaurantes, lojas e agências de receptivo.

No circuito off-Maragogi, impõe-se uma visita à cidade de Japaratinga, a 10 km de distância. Ali o litoral é mais recortado. No alto do morro da Biquinha, uma pousada de luxo franqueia uma vista espetacular do mar e do relevo. Na praia de Bitingui, a Vila Bitingui convida os caminhantes a descansar em redes sob coqueiros, com garçons servindo drinques, petiscos e refeições.

Japaratinga é menor do que a vizinha famosa, tem cerca de 7.500 habitantes. No centro, a agência dos Correios fica a poucos passos da igreja e da prefeitura, ambas diante da Praça das Candeias, onde os moradores se protegem do sol e vêem a vida dos outros passar, a pé ou de motocicleta, o transporte popular da cidade. O condutor usa capacete, o passageiro não.

Maragogi e Japaratinga são daqueles lugares gostosos de descobrir. São garantia de agenda lotada de boas experiências e de férias cheias de recordações.

Mural CMMC – Resorts

Resort Para Crianças

Resort Para Crianças

Crianças em casa nos meses de férias é sinal de aborrecimento para elas e de preocupação para os pais.

1 – Juquehy Praia (São Sebastião)

A praia de águas calmas de Juquehy é o lugar ideal para sair com a criançada nas férias. Localizado à beira-mar, o hotel disponibiliza monitores que dão aulas de surfe para os  mais esportistas, além de  passeios de barco pelo rio e trilhas na mata atlântica. A programação infantil continua também com sessões de cinema e um restaurante com um cardápio especial para os pequenos hóspedes.

2 – Casa Grande Hotel (Guarujá)

O maior resort do litoral paulista conta com um espaço de 1.500 metros quadrados onde o público infanto-juvenil encontra uma piscina exclusiva de biriball, um salão para jogos com brinquedos e mini campo de golfe. As atividades são acompanhadas por profissionais formados em Educação Física que desenvolvem atividades educativas e gincanas.

3 – Estância Barra Bonita (Barra Bonita)

Atrações infantis não vão faltar no verão desse hotel, pelo menos se depender do tema oficial da temporada: A Infância de Todos os Tempos, programação em que todas as gincanas e atividades ao ar livre serão preparadas de acordo com a temática. As crianças também contam com tobogãs e um parque aquático com escorregadores.

4 – Canto da Floresta (Amparo)

Construído segundo os conceitos do Feng Shui, esse hotel místico no interior de São Paulo disponibiliza uma equipe de monitores que realiza atividades para crianças entre 4 e 12 anos. A programação, organizada por idade, inclui oficinas de artes, jogos e passeios à fazendinha.

5 – Bom Tempo Resort (Petrópolis)

A programação desse resort temático de 40 mil metros quadrados construído para os amantes do tênis vai além das quadras e raquetes. Os pimpolhos são monitorados por profissionais que realizam jogos esportivos, atividades entre os animais da fazendinha e organizam sessões de cinema.

6 – Rio Quente Resorts (Goiás)

A estrutura desse complexo hoteleiro localizado em Rio Quente, a 43 quilômetros de Caldas Novas, está voltada para toda a família, mas as crianças contam com uma área dedicada, exclusivamente, às atividades infantis. A equipe de monitores Boto Infantil é responsável em manter os pequenos ocupados durante todo o dia (ou até que terminem suas ‘pilhas’) com uma intensa programação que inclui atividades esportivas, artísticas e ecológicas, como trilhas e caça-fantasmas.

7 – Club Med (Itaparica)

Esportes e artes são os destaques desse resort baiano construído com bangalôs sobre palafitas. Considerado a maior escola de esportes do mundo, o hotel oferece atividades infantis como arco e flecha, caiaque e o novo Le Petit Tennis, aulas de tênis desenhadas, exclusivamente, para o ensino de crianças. Já os pequenos ‘artistas’ contam com uma programação que inclui aulas de circo, oficinas de teatro e pintura, além de apresentações teatrais. Hóspedes com até 4 anos não pagam a estadia.

8 – Salinas do Maragogi Resort (Maragogi – Alagoas)

Educação ambiental é o tema principal das atividades recreativas organizadas pelos profissionais do Clubinho do Siri que estão à disposição das crianças até às 22h. Os pequenos que mal começaram a falar também contam com um serviço extra de babysitter que inclue passeios pelas instalações do hotel.

9 – Summerville Beach Resort (Porto de Galinhas)

O destino em si, conhecido pelas praias de piscinas naturais, já é um excelente motivo para sair de casa com a criançada. Mas nesse hotel de 70 mil metros quadrados vão faltar motivos para as crianças quererem sair dali: restaurante infantil com cardápio preparado à medida para os pequenos, uma piscina de 2.300 metros quadrados com áreas infantis exclusivas e um espaço, conhecido como Clubinho, com atividades recreativas, educação ambiental e prática de esportes.

10 – Bourbon Cataratas (Foz do Iguaçu)

O Kid´s Club é a área dedicada ao entretenimento das crianças hospedadas no hotel e conta com recreadores, piscina com brinquedos, sala de jogos, arvorismo e serviço de babá para os menores.