[Turismo] Ipojuca e Porto de Galinhas / PE

Ipojuca / Porto de Galinhas

Ipojuca - PE

Município base do distrito de Porto de Galinhas, um litoral de 32 km que na verdade se multiplica com todas as piscinas naturais, logo à beira-mar. Formadas pelos recifes de corais, com água morna onde se pode nadar em meio a cardumes de peixinhos coloridos, crustáceos e flora marinha. As atrações continuam em praias ideais para surfar e praticar vários esportes náuticos e em belos manguezais. Isso sem falar da excelente estrutura de restaurantes (regionais e internacionais) e uma noite agitada, com muita dança e música.

Seja na região de Porto de Galinhas ou na região de Serrambi, ao todo 11 praias de cair o queixo aguardam os seus passeios. Na Praia de Muro Alto, por exemplo, está a piscina natural mais profunda da região, chegando a 10 metros de profundidade. Quer outra? No Pontal do Maracaípe, pode-se ver o habitat dos cavalos-marinhos, uma beleza sem fim. O resto é com você, venha conhecer todas!

[Fonte: Ministério do Turismo]

[Turismo] Admire Toda a Beleza de Itamaracá / PE

Surpreenda-se com a beleza de Itamaracá!

Itamaracá - PENo passado – século XVII -, Itamaracá foi palco de lutas entre portugueses e holandeses. As disputas giravam em torno do Forte Orange, construído em taipa, em 1631, e reconstruído em pedra, em 1654, quando ganhou diversos canhões. Cartão-postal da cidade, o patrimônio passou anos abandonado. Hoje, abriga lojas de artesanato, capela e museu. Das muralhas, avista-se toda a praia, além da Coroa do Avião, uma encantadora ilhota de areia, com águas cristalinas e palhoças que funcionam como bares. Acessível por barco ou jangada, Coroa é perfeita para caminhar, petiscar e jogar conversa fora.

Com onze praias, Itamaracá oferece opções variadas. Algumas são tranqüilas, como as afastadas do Fortinho, do Sossego e Pontal da Ilha; outras movimentadas, como Quatro Cantos, Baixa Verde, Jaguaribe e Pilar – esta última é a mais badalada. Quem viaja com os pequenos deve incluir no roteiro uma visita aoEcoparque Peixe-Boi & Cia. O tour começa com um documentário e termina nos tanques, onde uma parede de vidro permite ver os simpáticos e gorduchos peixes-boi nadando.

Depois de curtir a natureza, um bom programa é seguir para Vila Velha, no ponto mais alto de Itamaracá. Fundada pelos portugueses em 1540, ainda guarda casario colonial, ruínas da igreja do Rosário dos Pretos, trilhas e bela vista dos manguezais, rios e praias. Aproveite para comer nos restaurantes de frutos do mar e comprar as deliciosas passas de caju, encontradas também em frente ao forte. Caso seja noite de lua cheia, encerre os trabalhos na praia de Jaguaribe, cenário de concorridas rodas de ciranda.

[fonte: Férias Brasil]

[Paraíso] O Mar é Perfeito em Maria Farinha / PE

Maria Farinha


Maria Farinha, uma belíssima ponta de areia que avança para o oceano. Localizada entre as praias de Conceição e do Pontal, é parte dos municípios de Paulista e de Abreu e Lima.

Em Maria Farinha, a praia tem areias finas e claras, repletas de coqueiros que acompanham as águas calmas, boas para banhos. Há também grande número de barracas que funcionam como bares. Durante a maré baixa é possível observar arrecifes ao longo de sua costa.

O mar é perfeito para a prática de esportes náuticos. E para quem se cansar dos prazeres das praias, há outras opções, como os passeios ao Forte do Pau Amarelo, construído em 1719.

Destino de veraneio, Maria Farinha tem condomínios sofisticados e um grande parque aquático para divertir os visitantes. Possui, ainda, diversas marinas às margens do Rio Timbó.

[Fonte: Portal Brasileiro do Turismo]

Mural CMMC – Recife / PE

RECIFE – PE

Com quase 500 anos de história, Recife é uma cidade de muitos encantos. Historiadores contam que seu nome surgiu em conseqüência dos corais naturais chamados arrecifes, presentes em boa parte do litoral. O clima tropical o ano todo, convida a tomar uma água de coco bem gelada e a passear no calçadão da famosa praia da Boa Viagem. Estando a cerca de três metros abaixo do nível do mar, e entrecortada por pontes e rios, a capital do Estado de Pernambuco é também conhecida como a Veneza brasileira. As belezas naturais da cidade são indiscutíveis.

Recife é dona de um acervo cultural invejável, sendo muito rica em diversidade e efervescência. O visitante vai se deslumbrar ao apreciar os prédios históricos cheios de influência da colonização portuguesa e holandesa. Alegre e festiva, a cidade oferece um bom forró, dança típica pernambucana das festas juninas. E um Carnaval cheio de multiculturalidade com frevo, caboclinho e maracatu, entre outros ritmos que contagiam os foliões.

Fonte: Brasil Turismo

Mural CMMC – Praia de Muro Alto, Porto de Galinhas / PE

Praia de Muro Alto

Praia de Muro Alto - PE

Praia de Muro Alto - PE

O tal “muro” é uma barreira de areia que isola a praia emoldurada por coqueiros.

Protegida por arrecifes, que formam piscinas naturais de águas cristalinas, areia branca e temperatura média de 26 graus, Muro Alto é uma das praias mais bonitas e preservadas do litoral pernambucano. Neste cenário, dominado pelo sol que brilha praticamente o ano inteiro.

Fonte: Brasil Viagem

Mural CMMC – porto de Galinhas / PE

Porto de Galinhas

Porto de Galinhas - PE

Porto de Galinhas - PE

Porto de Galinhas, localizado no Litoral Sul de Pernambuco, é o balneário mais badalado do país.

Localizada em Ipojuca, a 60 quilômetros de Recife, Porto de Galinhas é uma das
praias mais visitadas do litoral nordestino. Veja o que essa praia tem para
lhe oferecer:

– ótima localização e infra-estrutura que inclui bares, restaurantes, hotéis, pousadas, entre outros;
– piscinas naturais com peixinhos coloridos;
– águas mornas e claras;
– perfeita para banhistas e crianças;
– passeios de jangada pelos mangues;
passeios de buggy.

Fonte: Porto de Galinhas

Mural CMMC – Fernando de Noronha / PE

Fernando de Noronha

Praia do Sancho - PE

Praia do Sancho - PE

Fernando de Noronha é um dos lugares mais lindos do MUNDO.

Além das praias, baías e natureza riquíssima, Noronha também reserva outras surpresas para os turistas. São 500 anos de história, que tornam o Arquipélago, além de um Patrimônio Natural, um verdadeiro Patrimônio Histórico que merece ser visitado e, sobretudo, preservado. Conheça, nesta seção, um pouco mais sobre as histórias de Fernando de Noronha, desde o seu descobrimento até hoje.

O arquipélago de Fernando de Noronha é dono de uma beleza ímpar. O verde-esmeralda de seu mar contrasta com o azul do céu por quilômetros e quilômetros. Lá existem várias opções de hospedagem, isto porque as pousadas funcionam nas próprias casas dos moradores da ilha. O que somam 70 pousadas e um hotel.

A melhor época para visitar o lugar é de dezembro a fevereiro. Neste período a entrada de visitantes no arquipélago fica limitada a 420 pessoas, por isso as reservas, tanto para hospedagem quanto para os imperdíveis passeios, devem ser feitas com antecedência.

Fernando de Noronha, desenvolve vários projetos de preservação ambiental e, por isso existe a Taxa de Preservação Ambiental cobrada dos visitantes, que varia de acordo com o tempo de permanência no local. Além disso, ações permanentes feitas por ONG’s e fundações contribuem para a conservação das belezas de Fernando de Noronha.

O ideal é passar sete ou mais dias no Patrimônio Natural e Histórico de Fernando de Noronha, lembrando que os relógios devem ser antecipados em uma hora em relação à hora de Brasília.