Mural CMMC – Praia do Forte, Salvador / BA

Praia do Forte, Salvador – BA

Na Praia do Forte, Litoral Norte de Salvador, existe uma variedade muito grande de corais, tanto na costa como fora dela, e a época ideal para o mergulho é entre os meses de janeiro e fevereiro, quando a água se apresenta mais limpa. “As Primas”, a 6 milhas da costa de Salvador, são corais com muita vida, peixes grandes, formações de corais diferentes, gorgônias, tudo isso a 50 metros de profundidade, o ponto de água mais limpa da Bahia.

Fonte: Brasil Viagem

Mural CMMC – Baía da Traíção / PB

Baía da Traição - PB

Baía da Traição - PB

Praia de Coqueirinho é ponto de partida para Barra de Mamanguape, sede do projeto Peixe-Boi

A vila de pescadores tem de tudo um pouco: praias desertas, falésias, rios, recifes, mangues e tribos indígenas. O nome, aliás, remete a uma emboscada dos índios contra os primeiros portugueses que ali chegaram, no século XVI. O espírito de preservação foi mantido, garantindo as paisagens rústicas e o estilo de vida típico das aldeias, que se espalham por uma área de 20 mil hectares. Para conhecê-las, siga para o Centro de Cultura e Apoio ao Turista, que orienta em quais há produção e venda de artesanato e apresentações de dança, como o Toré. Entre as mais visitadas estão as de São Francisco, Galego, São Miguel e Tracoeira.

A praia que dá nome à vila a mais estruturada da região. Com águas mansas, areias escuras e um recife próximo que abriga o Farol da Traição, é movimentada apenas na alta temporada. Já as praias selvagens ficam afastadas do centrinho. A preferida dos surfistas é Tanguá, onde fica a aldeia Galego, dos índios potiguaras. Além de artesanato, há venda de doces de frutas nativas. Já a praia de Coqueirinho é considerada uma das mais bonitas, com coqueirais, mar calmo e barqueiros que fazem a travessia para Barra de Mamanguape, sede do projeto Peixe-Boi.

Na praia do Forte, a atração é subir no alto de uma escarpa com vista panorâmica para a Baía da Traição. As falésias avermelhadas chamam a atenção em Jerimum e Cardosas – esta última abriga a lagoa Encantada, boa para banhos, com águas cristalinas e vegetação preservada. O acesso é por trilhas, depois de uma hora de caminhada.  As dunas típicas do Rio Grande do Norte surgem a partir de Barra de Camaratuba, procurada pela turma do surf e com opções de hospedagem e alimentação. Por lá estão as praias da Baleia, com águas esverdeadas; da Pavuna, cercada de lagoas; e Guaju, totalmente deserta. O rio Camaratuba corta a região e pode ser explorado em passeio de barco. O tour leva a uma pequena praia fluvial com parada para banho e inclui trilha em manguezais e degustação de ostras.

Mural CMMC – Cabo Frio

Cabo Frio - RJ

Cabo Frio - RJ

Dunas gigantes, formações rochosas curiosas e praias limpas embelezam Cabo Frio

Quem visita Cabo Frio e descobre a riqueza de sua gente e de sua natureza, bem como seu valor histórico e cultural, fica instigado a adotar a cidade como destino certo das próximas viagens. Distante 148 km da capital do Rio (duas horas e meia de carro), no litoral Norte, constitui um dos mais importantes centros turísticos do Estado e do país e o principal município da Região dos Lagos.

A cidade de 150 mil habitantes e 403 km² de área é a quarta cidade mais antiga do Estado e a sétima do Brasil. Concentra um grande número de monumentos históricos, incluindo edificações centenárias, sambaquis (evidências do cotidiano de habitantes pré-históricos) e ruínas de antigas fortificações.

No entanto, seu valor não se limita à representatividade histórica. O patrimônio natural de Cabo Frio pode ser considerado um dos mais belos espetáculos do nosso litoral. Ali, o Sol brilha 275 dias por ano e não é propaganda enganosa.

As praias são famosas pelas águas transparentes, normalmente frias e inacreditavelmente azuis. A areia branquinha é uma marca registrada e ajuda a reforçar o cenário paradisíaco.

A paisagem é valorizada pela diversidade, com restingas, mangues, dunas, encostas rochosas, enseadas e ilhas oceânicas. As formações rochosas de alguns pontos da cidade, como a praia do Forte, a mais famosa de Cabo Frio, contam uma parte importante da geologia do continente. Além disso, há evidências da ocupação humana que datam de 6.000 anos atrás.

A cidade, habitada inicialmente por índios tupinambás até a chegada dos colonizadores europeus, já teve latifúndios, sobretudo, de cana-de-açúcar e café. A pesca e a extração e o processamento do sal foram e continuam sendo atividades muito importantes para a economia de Cabo Frio.

Ela vem ganhando ares de cidade grande, com boa infra-estrutura tanto para os moradores como para fomentar o turismo, que é, hoje, sua principal atividade econômica. Ruas com calçamento novo, ciclovia, excelente sinalização, organização e limpeza são detalhes que se destacam. Mesmo com todo o desenvolvimento, Cabo Frio consegue manter o charme provinciano e a simplicidade de uma população que não quer abandonar sua identidade. A poucos metros do centro, por exemplo, há ruas e recantos que denotam a mais pacata das cidades.

As famosas dunas de Cabo Frio dão à região um valor singular. Protegidas por lei, para evitar que dêem lugar a condomínios residenciais, elas ocupam boa parte do município, margeiam praias e escondem cantinhos especiais para admirar o pôr-do-sol ou simplesmente ficar ouvindo a “voz” do vento.

A vegetação de restinga, com cactos e grupos específicos de bromélias e orquídeas, adaptadas ao clima da região quente e úmido, ajuda a criar cenários inesquecíveis, que ganham movimento graças aos fortes e constantes ventos que sopram por essas bandas. Aliás, o vento é o que torna Cabo Frio um dos destinos prediletos dos amantes dos esportes à vela e do surfe.

O porto de Cabo Frio foi um dos maiores exportadores de sal do Brasil. Há inúmeras salineiras espalhadas pela cidade, algumas delas desativadas. Formam verdadeiros espelhos d’água que refletem o céu e constituem mais uma peculiaridade da paisagem cabo-friense.

As temperaturas são agradáveis durante todo o ano, mas por conta dos ventos, é sempre bom carregar um agasalho. Arrume companhia para desbravar as dunas, pois não é aconselhável caminhar sozinho por elas. Muitas das praias têm correnteza forte, por isso, não abuse.

fonte: UOL – Vigem
____________________________________

CMMC Tim e Sharing – Turismo tem Apart-Hoteis nessa região, gostaria de conhecê-los?

Mural CMMC – Natal

Natal - RN

Natal - RN

Natal: mais de 400 anos de história e beleza

Sol, praias, belezas naturais… são inúmeros os atrativos que aguardam o turista em Natal. A natureza foi mesmo generosa com a capital do Rio Grande do Norte, uma cidade de médio porte, mas que é uma grande potência do turismo brasileiro. A fama mundial se justifica não só pelo que a natureza oferece, mas também por aspectos como a hospitalidade do povo e a culinária típica do estado.

Há espaço para todos os gostos. O turista que traz a família pode optar por passeios nas famosas praias da orla urbana e de municípios próximos. No litoral Sul, a praia de Ponta Negra reserva uma agradável vista do Morro do Careca, uma imponente duna de areia em meio à densa vegetação, que já se tornou cartão postal da cidade. Partindo para o litoral Norte, a praia de Genipabu, umas das mais famosas do estado, oferece dunas deslumbrantes, trilhas em buggys e exóticos dromedários, um roteiro inesquecível.

Mas além das belas praias, alguns pontos turísticos chamam a atenção na capital potiguar. A Fortaleza dos Reis Magos, localizada no encontro da praia do forte com o Rio Potengi, guarda um pouco da história da fundação da cidade. Trata-se de uma construção feita poucos anos após o descobrimento do país com o objetivo de proteger a entrada do “Rio Grande” de invasores estrangeiros.

O Bairro da Ribeira resgata um pouco do passado da cidade, que tem mais de 400 anos de fundação. A região abriga prédios antigos, de arquiteturas distintas, e que hoje servem de palco para alguns dos importantes espaços de lazer da cidade. Como a Rua Chile, com seus barzinhos estilizados, e palcos para shows musicais.

As opções são muitas e de fácil acesso. A cidade não tem as dimensões das grandes metrópoles brasileiras e conserva algumas vantagens das pequenas cidades. As capitais mais próximas, de onde vêm grande parte dos visitantes, também não são distantes. Fortaleza, João Pessoa e Recife ficam a no máximo 7 horas de viagem de carro, por estradas bem conservadas. Para quem vem em busca do calor, uma boa notícia: reza a tradição de que Natal tem sol o ano todo. É quase isso. O astro mais famoso do verão reina no céu natalense boa parte do ano, permitindo que o turista aproveite as atrações à qualquer época, inclusive na baixa estação.

Fonte: Redação Terra

Mural CMMC – Cabo Frio

Pontos Turísticos de Cabo Frio

Ilha do Japonês

De águas mansas e cristalinas, é indicada para banho e prática de esportes náuticos. A ilha é um verdadeiro paraíso, que possui uma ótima infra-estrutura.

Praia do Forte

É a principal praia de Cabo Frio, é popularmente conhecida como praia da Barra. É considerada pelos velejadores internacionais como a maior praia do mundo para a prática de esportes.

Praia das Dunas



É considerada a praia mais propícia para prática de surf, devido à força de suas ondas, é cercada por enormes dunas de areias brancas. Esta praia não é recomendada para banho, pois é grande a presença de redemoinhos, formados por correntezas.

Praia do Peró

É separada da praia das conchas por um pequeno canal. A praia do Peró tem 7 km de extensão, suas águas são limpas com temperatura média de 22º.

A CMMC Time Sharing – Turismo tem empreendimentos nessa região, quer conferir?

Mural CMMC – Cabo Frio / RJ

Praia do Forte, Cabo Frio - RJ

Praia do Forte, Cabo Frio - RJ

A mais urbanizada da cidade, com calçadão bom para caminhar e correr. Há bares bem montados e banheiros públicos. Também é boa para surfe e há locais para alugar pranchas e contratar aulas. À noite, o agito continua nas areias com jogos de vôlei e futebol em quadras improvisadas. A movimentada avenida beira-mar tem muito comércio, bares e restaurantes. No canto esquerdo fica o Forte de São Mateus – todo iluminado, à noite, é digno de cartão postal.

A CMMC Time Sharing – Turismo tem empreendimentos nessa região, quer conferir?

Mural CMMC – Cabo Frio / RJ

Praia do Forte, Cabo Frio - RJ

Praia do Forte, Cabo Frio - RJ

Referência quando o assunto é a Região dos Lagos, Cabo Frio capricha no visual e na infra-estrutura. Além do mar cristalino e das dunas de areia branquinha, a maioria das praias da  cidade oferece confortáveis quiosques para atender ao público cativo: famílias com filhos adolescentes. Na alta temporada, a turma toma conta da extensa praia do Forte, repleta ainda de bares e restaurantes e cenário da bonita queima de fogos na passagem do ano.

A concorrida praia, que começa no Forte São Mateus, estende-se até os picos preferidos dos surfistas, como as praias do Foguete e das Dunas – esta última, com montes que chegam a 30 metros. As pranchas marcam presença também nas praias do outro lado do Canal do Itajuru, como Brava, freqüentada também pelos naturistas, e Peró.

O esporte, aliás, é reverenciado até mesmo fora d´água – no Museu do Surf, o primeiro do país e o maior da América Latina sobre o tema, há exposição de centenas de pranchas, troféus, fotos e vídeos. Cabo Frio é generosa também com os adeptos do iatismo – os ventos são fortíssimos por lá – e do mergulho, que encontram rica vida marinha nas ilhas Comprida e do Papagaio.

Quando o assunto é noite e gastronomia, todos os caminhos levam ao Boulevard Canal, um calçadão repleto de bares e restaurantes. Entre eles estão o estrelado Picolino, um dos mais tradicionais da cidade e famoso pelo couvert; e a creperia Chez Michou, eterno ponto de encontro da garotada. Para as boas compras, basta atravessar a ponte. Na  Rua dos Biquínis, mais de 70 lojas oferecem roupas de banho e acessórios produzidos na cidade. Além da qualidade, os preços em conta garantem o movimento em qualquer estação.

A CMMC Time Sharing  – Turismo tem empreedimentos nessa região, quer dar uma olhadinha??