[Turismo] O Surf Em Alta. Conheça Florianópolis – SC

O Surf Em Alta. Conheça Florianópolis – SC

O título de Ilha da Magia atribuído à Florianópolis faz cada vez mais sentido. Capaz de reunir natureza e patrimônio histórico preservados com infra-estrutura de cidade grande, a capital enfeitiça tanto os turistas que muitos acabam voltando… para ficar. São apenas 436,5 quilômetros quadrados, porém, capazes de abrigar praias paradisíacas, lagoas, dunas, trilhas em meio à Mata Atlântica, casario colonial, sítios arqueológicos, gente bonita e gastronomia de primeira. Haja encantos!

Surf: Surfistas fazem a festa nas boas ondas da Joaquina

Surf: Surfistas fazem a festa nas boas ondas da Joaquina

Os grandes atrativos de Floripa são as praias que dizem, chegam a cem. Em cada região, uma peculiaridade – no Leste, onde estão Mole e Joaquina, o surf e a paquera são as marcas registradas. Ao Norte, o mar calmo de Jurerê, Canasvieiras e Ingleses atrai famílias e argentinos. Já as praias do Sul são as mais rústicas e têm como cartão-postal a intocada Lagoinha do Leste. No quesito esportes, a ilha não é privilégio exclusivo dos surfistas. Generosa, incentiva à prática de muitos atividades dentro e fora d´água, como sandboard – descida de dunas em prancha de madeira -, wind e kitesurf, parapente e trekking.

Colonizada por imigrantes açorianos, a capital mantém em suas pequenas vilas as manifestações culturais e religiosas trazidas pelos portugueses. Nos povoados de Ribeirão da Ilha e de Santo Antônio de Lisboa as heranças estão preservadas ainda na arquitetura, no artesanato em cerâmica e renda e na culinária, à base de ostras produzidas na região. Falando em frutos do mar, eles chegam fresquinhos também às mesas dos restaurantes espalhados pela Lagoa da Conceição, no Centro da ilha. Por lá, concentram-se também a maioria dos bares, boates e cafés, garantindo burburinho e agito noturno o ano inteiro.

[Fonte: Férias Brasil]

Anúncios

[Turismo] Boas Ondas e Águas Transparentes. Itapema / SC

https://i0.wp.com/www.feriasbrasil.com.br/fotosfb/fb-capao-itapema.jpg

O balneário é um dos poucos do Sul do país onde tudo funciona também na baixa temporada. No verão, o movimento é intenso nas praias, invadidas por famílias, jovens e surfistas, que também dividem espaço nos shoppings e nos bares ao longo da orla urbanizada.

O ponto de encontro – dia e noite – é Meia Praia, onde estão concentrados os restaurantes de frutos do mar que capricham nas receitas inspiradas na cozinha açoriana. Com quase cinco quilômetros, é a praia mais extensa da cidade, abrigando ainda muitos hotéis, pousadas e bares. A “concorrente” é Itapema, que tem mar tranquilo e boa infraestrutura. Frequentemente, é cenário para shows e eventos esportivos, quando fica ainda mais concorrida. Para fugir do burburinho, siga para Mata de Camboriú, a seis quilômetros do Centro e com excelentes pontos para banho na extremidade norte.

A turma do surf marca presença na Ilhota, de mar aberto e com águas cristalinas; e na praia Grossa, pequenina e acessível por trilha. Entre maio e julho, porém, a prática de esportes náuticos é proibida na região por conta da pesca da tainha. Aproveite para conhecer a bela praia de Estaleirinho, em Balneário Camboriú, a apenas 17 quilômetros. Ou, ainda, para curtir os sabores da região durante a Semana Internacional de Gastronomia, que acontece no final de julho, com participação de renomados chefs do país. O evento se estende também para os restaurantes das vizinhas Porto Belo e Bombinhas.

[Fonte: Férias Brasil]

[Natureza] Conheça a Beleza do Balneário Camboriú / SC

Balneário Camboriú - SC

Com uma posição geográfica privilegiada, Balneário Camboriú integra uma das mais belas paisagens do litoral catarinense. Repleta de belezas naturais, a cidade oferece, durante todo o ano, opções de lazer, compras e entretenimento para os visitantes.

Ocupam Lugar de destaque as atividades turísticas e comerciais, responsável pelo dinamismo e crescimento do município.

Praias agrestes, parques, museus, centros culturais, praças e complexos turísticos fazem parte das atrações oferecidas pelo balneário mais charmoso do sul do Brasil.

Banhos de sol e mar, muita diversão nas casas noturnas, passeios de barco, farta rede gastronômica e comércio diversificado atraem cada vez mais turistas.

Uma cidade que investe em qualidade de vida e se posicionar como uma das melhores do país em desenvolvimento humano. Assim é Balneário Camboriú: um lugar diferente, encantador… inesquecível!

Balneário Camboriú possui uma localização estratégica, estando muito próxima dos principais pontos turísticos do Estado. Situada a 18 km do aeroporto de Navegantes e com acesso rápido pela duplicada Rodovia BR 101, é o lugar ideal para quem deseja conhecer as maravilhas da região.

[Fonte: Brasil Viagem]

[Turismo] Costão do Santinho / SC

Costão do Santinho - SC

O Costão Náutico é a primeira unidade da Rota Náutica K&C, uma parceria entre o Costão do Santinho Resort & Spa e o navegador Amyr Klink. Localizado na Praia dos Ingleses, a 2 km do resort, oferece passeios de lancha, escuna e veleiro; excursões de pesca, cursos de mergulho, aulas e aluguel de vela, windsurf, hobbie cats e dingues, além de um bar com petiscos e bebidas típicos do litoral catarinense.

[Fonte: Brasil Viagem]

Mural CMMC – Garopaba / SC

Garopaba - SC

Garopaba é uma enseada que se estende da Ponta do Faísca ou Gamboa até a Ponta do Ouvidor

Garopaba é conhecida nacionalmente pela beleza de suas praias e por ser rota das baleias-francas que vêm dar à luz e amamentar os filhotes em suas águas, as mais amenas do litoral catarinense. Com uma população estimada 13.000 moradores fixos e recebe mais de 100.000 habitantes durante o verão. O setor do turismo é a primeira maior fonte de renda da cidade. A alta temporada de Garopaba é constituída por turistas que prestigiam a cidade em busca de sossego, tranqüilidade, festas e muita aventura. Além de contar cerca de 160 pousadas e hoteis todas com ótimas infra-estrutura hoteleira que proporcionam variedade no preço e ótimos serviços, além de muito conforto.

Garopaba é uma enseada que se estende da ponta do Faísca ou Gamboa até a Ponta do Ouvidor, banhada a leste pelo Oceano Atlântico, a oeste e norte fazendo limites com o município de Paulo Lopes e ao sul com o de Imbituba. Possui uma área de 111 Km2 de extensão. Situada na região sul do estado de Santa Catarina e distante 79 Km da capital do estado, Florianópolis.

Possui clima mesotérmico úmido, sem estação seca e verão quente, com média anual de 18,3 ºC, mas chegando a atingir temperatura perto dos 40 ºC. No inverno a temperatura pode baixar bastante com media de 10 ºC.

Existem vários rios e lagos em Garopaba são: Rio do Costão da Gamboa, que banha o bairro Gamboa; Rio Siriú, banhando a localidade de Siriú e a Lagoa do Siriú que banha o bairro e a Costa do Macacú; Rio Garopaba, Rio Palhocinha, que desemboca na Lagoa de Garopaba; Rio da Ponte Grande, que banha Encantada e desemboca na Lagoa de Garopaba; Canal do Capão que liga a Lagoa de Garopaba ao Oceano Atlântico. O Rio da Penha que é marco da divisão do município de Garopaba com Paulo Lopes, desembocando no Oceano Atlântico e o Rio Cova Triste que também delimita o território entre Garopaba e Paulo Lopes.

Fonte: Brasil Turismo

Mural CMMC – Garopaba / SC

Garopaba - SC

Garopaba - SC

Garopaba/Ferrugem

Praia da Ferrugem tem dunas, mar cristalino, jovens e muito agito

Um dos destinos mais concorridos do litoral catarinense quando o verão chega para valer, Garopaba oferece de tudo um pouco, reunindo os variados estilos de turistas. Por lá, as famílias encontram infra-estrutura e serviços essenciais que garantem conforto e comodidade, enquanto os surfistas deliram com as excelentes ondas da selvagem praia do Silveira. Já a turma jovem marca presença na praia da Ferrugem – bonita e badalada, reúne dunas, mar cristalino, bares e quiosques que lotam dia e noite. Nem mesmo o acesso precário por ruas de terra desanima a galera.

A antiga vila de pescadores, descoberta pelos hippies e surfistas nos anos 70, deixou boa parte do bucolismo para trás, mas preserva ainda algumas ruas de chão batido, a pitoresca igrejinha branca na orla da praia central – sempre tomada por coloridos barquinhos – e o ambiente rústico da praia do Ouvidor. Também intactas estão as gigantescas dunas de Siriú – um deleite para os adeptos do sandboard -, e as trilhas que conduzem a mirantes naturais emoldurados por cenários intocados. Um dos caminhos, com seis horas de duração, leva à charmosa Praia do Rosa, escolhida pelas baleias-francas para procriar e amamentar seus filhotes entre os meses de junho e novembro.

O estilo do mundo do surf predomina no comércio de Garopaba. Palco de campeonatos nacionais e internacionais, a cidade conta com diversas casas especializadas em sucos, produtos naturais, pranchas e acessórios, além de uma imensa loja da grife Mormaii, referência quando o assunto é o esporte das pranchas. Quem não faz parte da tribo, encanta-se com os tapetes artesanais produzidos na região ou, ainda, com os objetos de decoração importados da Indonésia.

Fonte: Férias Brasil

Mural CMMC – Bombinhas

Bombinhas - SC

Bombinhas - SC

Bombinhas garante vida mansa para famílias e mergulhadores no litoral de Santa Catarina

Bombinhas é daquelas cidadezinhas calmas de Santa Catarina que cresceram na beira do mar. Aliás, até o mar é calmo. A península recortada forma mais de 20 praias, sendo que as mais procuradas pelas famílias com crianças são aquelas em que as ondas batem de mansinho, a areia é fofa e clara, a pousada fica logo ali, os restaurantes estão entre uma lojinha de artesanato e outra, tudo lá na avenida: são as praias de Bombas e Bombinhas. Outras menos movimentadas -e também muito charmosas- são Mariscal, Canto Grande e Zimbros.

A moçada corre para Quatro Ilhas, onde o sol se põe no mar e as melhores ondas formam-se para os surfistas. E quem gosta de trilhas faz caminhadas entre morros e praias que duram o dia todo. A duas horas de barco, no trecho entre Bombinhas e Florianópolis, mergulhadores encontram diversão na Ilha do Arvoredo. O melhor ponto de mergulho do sul do país é cercado de vida marinha e águas claras por todos os lados -principalmente no verão, já que no inverno o vento pode deixar o mar turvo e perigoso.

A história se repete a cada verão: argentinos, gaúchos e paranaense lotam hotéis e pousadas com seus sotaques. E aquela cidade pacata tem até trânsito nas avenidas principais, paralelas ao mar (Vereador Manuel José dos Santos e Leopoldo Zarling), e é difícil encontrar um lugar para estender a canga.

Bombinhas ganha das vizinhas catarinenses no quesito “acesso”. Fica 70 km ao norte de Florianópolis pela BR-101 (estrada que cruza SC pelo litoral de norte ao sul), próximo a Balneário Camboriú e Penha. E, o melhor: a rodovia já foi duplicada neste trecho -o contrário acontece ao sul de Floripa, onde ficam as Praias do Rosa e Garopaba.

Quem já sabe destas qualidades e está hospedado em outra cidade passa o dia em Bombinhas e vai embora no fim da tarde – é por isso que a entrada da cidade fica congestionada nos horários em que o dia começa e termina.

Na costa de Bombinhas, principalmente na praia do Mariscal, é forte o cultivo de mariscos e ostras -esbalde-se nos restaurantes. Quando o frio chega, os turistas vão embora, a cidade pára, e quem corre para a beira do mar são os pescadores. De maio a agosto, época da tainha, é hora de observar o mar, esperar o cardume chegar e jogar as redes de pesca. É quando os restaurantes servem pratos deliciosos e frescos do peixe assado, às vezes recheado de ovas, às vezes escalado (salgado e assado), para delírio dos corajosos que enfrentam o vento e o frio do litoral para esperar a tainha que vem do sul procurando águas mais quentes.

Como Bombinhas não fica na Bahia nem no Ceará, onde o Sol brilha em qualquer época do ano, acompanhe a previsão do tempo e saiba que o outono e o inverno costumam respeitar o calendário -e céu nublado não é lá tão fotogênico. Muitas pousadas e restaurantes até fecham nestes meses. A alta temporada, a dos preços altos e sol certeiro, é bem definida: verão. As diárias caem bastante antes do Ano Novo e depois do Carnaval -e o calor ainda reina.

fonte: UOL – Viagem