[Turismo] Ótima Opção. Caraguatatuba – SP

Escondida entre Ubatuba e São Sebastião, Caraguatatuba já faz parte do roteiro de quem circula pelo Litoral Norte de São Paulo, graças aos 40 quilômetros de belas praias e à respeitável infra-estrutura que reúne shoppings, mercados e muitas lojas. As belezas da mata Atlântica também fazem parte dos atrativos e estão protegidas no Parque Estadual da Serra do Mar. A área de 88 mil hectares abriga trilhas, piscinas naturais e uma infinidade de espécies de pássaros, animais e plantas.

Praias: Tabatinga tem águas calmas e cristalinas

Praias: Tabatinga tem águas calmas e cristalinas

Com cenários variados, a orla reúne praias selvagens – uma delas é a Brava, com boas ondas e surfistas – e badaladas como Martin de Sá, ponto de encontro dia e noite da turma jovem. Quem viaja com os pequenos encontra em Tabatinga, Prainha e Cocanha as águas mais tranqüilas da região, além de bares e quiosques que capricham nos pratos e petiscos à base de frutos do mar. Sempre frescos, camarões, peixes e ostras chegam às mesas seguindo variadas receitas – todas de dar água na boca!

No quesito esportes, Caraguá vai além das atividades aquáticas. Adeptos do vôo-livre se encontram nos finais de semana no alto do morro de Santo Antônio, a 340 metros de altitude. De asa-delta ou parapente, encantam-se com a paisagem formada pela enseada de Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela.

[fonte: Férias Brasil]

[Paraíso] Conheça a Bela Ilhabela / SP

Santa Tereza - Ilhabela

Para aproveitar melhor as praias, os meses de verão (Dezembro a Março) são os mais adequados.

Seu próprio nome já traduz bastante do que se pode encontrar por lá. Apenas 3 km separam a maior ilha do Brasil do continente. Suas atrações vão desde suas paradísiacas praias até os famosos bistrôs e restaurantes. O centro histórico se destaca em meio a construções modernas e estrutura luxuosa para o turismo.

Outra grande atração são os esportes náuticos: Ilhabela é conhecida como a capital da vela. Mas também é um excelente lugar para o mergulho, o surf e o trekking. Ao final de tudo que você fizer por lá, só restará uma sensação boa de que a vida vale a pena. Ilhabela é um ótimo lugar para se constatar isso.

[Fonte: Ministério do Turismo]

Mural CMMC – Brotas / SP

Brotas - SP

O Turismo de Aventura, caracteriza-se por utilizar a natureza como infra-estrutura para atividades esportivas e de exploração do meio ambiente. Também é uma variação do ecoturismo, sendo porém mais específico.

 

Fonte: Brasil Viagem

Mural CMMC – Ubatuba / SP

Ubatuba - SP

Ubatuba - SP

Ubatuba

Itamambuca e Félix são famosas pelas boas ondas e reúnem os surfistas

Ubatuba, no litoral Norte de São Paulo, tem muitas faces. No mínimo 70, que é o número de praias que a cidade oferece. Espalhadas por 90 quilômetros, as atrações surgem em forma de enseadas e baías de águas verdes e azuis emolduradas quase sempre pela densa vegetação da Serra do Mar.

São tantos cantinhos peculiares que é impossível não encontrar um que seja do seu estilo. Ao Norte, em direção a Parati (RJ), as boas ondas de Itamambuca e Félix atraem surfistas. Já Prumirim e Almada são praticamente desertas. Nas proximidades de Caraguatatuba, ao Sul, as tranquilas Domingas Dias e Enseada são frequentadas por famílias, enquanto Grande e Tenório têm faixas de areia disputadíssimas.

A cidade ainda tem mais: cachoeiras, ilhas para a prática de mergulho – como Anchieta e das Couves -, e muitas trilhas, tornando a capital paulista do surf em território livre para os adeptos de esportes diversos. Ao longo do Parque Estadual da Serra do Mar há opções de trekking que percorrem praias desertas, costões, rios e ruínas de fazendas, sempre envolvidos pela Mata Atlântica. Os recantos isolados, porém, também podem ser explorados em passeios de escuna ou nos barcos dos nativos.

Na alta temporada e nos feriados prolongados a vida noturna de Ubatuba desperta animada e não termina tão cedo. Nos arredores das praias de Itaguá e do Cruzeiro, no Centro, bares e boates investem nos estilos musicais diversificados. Na mesma região se concentram os restaurantes de frutos do mar e de cozinha internacional. O destaque dos cardápios, entretanto, é uma receita caiçara: o peixe com banana, batizado de Azul-marinho.

Fonte: Férias Brasil

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ubatuba na CMMC

Conheça Ubatuba na CMMC Time Sharing – Turismo

  • Unidade de dois quartos, sala, cozinha equipada, banheiro social e suíte, TV, ventilador
  • Piscina
  • Quadra de Tênis

Mural CMMC – Guarujá / SP

Guarujá

Guarujá - SP

Guarujá - SP

Praias de Pitangueiras, Enseada e Pernambuco têm agito dia e noite

Devagar, o Guarujá recupera o charme e o glamour dos anos 70 e 80,  perdidos na década de 90. A cidade vem passando por um grande processo de reurbanização que traz em seu vácuo benefícios como praias limpas, qualidade nos serviços e infra-estrutura moderna. Mais que um bom destino para férias e feriados, o balneário volta a se tornar referência para quem viaja com a família, com atrações para turistas de todas as idades.

O verão continua sendo o período mais movimentado, com congestionamentos, filas e praias lotadas. Mas a cidade ainda guarda recantos onde é possível relaxar. Ao contrário do burburinho diurno e noturno das praias de Pitangueiras, Enseada e Pernambuco, o litoral Norte tem pérolas como Iporanga, Branca, Preta e Camburi, com boas ondas e pouco freqüentadas em função do difícil acesso, feito somente por trilhas ou barcos.

Mas nem só de praias vive o Guarujá. O roteiro de atividades inclui ainda visitas aos fortes, passeios de lancha e de escuna, caminhadas ecológicas e muita diversão no Acqua Mundo, o maior aquário da América do Sul; e no Heureka Exploratorium, um parque temático repleto de experiências científicas. Quando a noite cai, a diversidade também se manifesta, da Enseada às Pitangueiras. As opções vão de restaurantes charmosos para um romântico jantar a dois ao agito das boates, que ficam com as pistas cheias até de manhã. E tem ainda bares com música ao vivo, shows, cinema, shoppings…

Fonte: Férias Brasil

Mural CMMC – Caverna do Diabo, SP

Caverna do Diabo - SP

Caverna do Diabo - SP

Uma aventura no interior da Terra

Desde sua descoberta, sua história é povoada pelas mais incríveis lendas. Justamente por isso, a Caverna do Diabo é um lugar que merece ser visitado pessoalmente. A apenas 280 quilômetros de São Paulo, no município de Eldorado, não é totalmente aberta à visitação pública. Dos 3 mil e 200 metros de extensão da caverna, apenas 400 metros estão livres para os turistas. Esta área dispõe de sistema de som e luz, passarelas, escadas e corrimãos. A longa estrada de terra que conduz à caverna e os sobes e desces em seu interior, constitui, sem dúvida, uma aventura para quem tem fôlego.

A entrada da caverna fica a 500 metros de altitude e, lá dentro, o cenário é surpreendente. Curiosas estalactites, estalagmites, cortinas de pedras e cascatas de calcita intrigam especialistas e turistas que tentam desvendar os mistérios do lugar. As estalactites se formaram com a penetração da água no solo e, posteriormente, na camada de calcário, até atingir o teto da caverna. As estalagmites se elevam do solo, numa proporção estimada em três centímetros por século, o que justifica a preocupação dos guias e guardas da caverna com a degradação de seu interior.

De um lado ao outro da caverna registra-se um desnível de 150 metros, o que impossibilita o acesso de pessoas inexperientes na maior parte de sua extensão. Somente espeleólogos têm permissão para ultrapassar os limites pré-determinados. As formações mais interessantes podem ser vistas no salão conhecido como Catedral. A beleza do lugar dá asas à imaginação. Talvez, por isso, algumas dessas formas ficaram eternizadas com nomes um tanto quanto estranhos: Cabeça de Ema, Guardião, Galeria dos Órgãos, Pia Batismal, Branca de Neve, Cemitério, Perfil de Buda, Reis Magos, Templo Perdido, Caldeirão do Diabo e Torre de Pisa.

Passando por esta galeria atinge-se um lago de águas represadas do Ribeirão das Ostras. À direita está o setor superior, aberto aos turistas. E descendo, à esquerda, acredita-se que há um incrível e sinistro labirinto com cerca de cinco mil metros de corredores e galerias subterrâneas na mais profunda escuridão. Neste trecho, que parece conduzir ao centro da Terra, é proibida a entrada, pois o terreno é extremamente acidentado e perigoso.

Outras coisas fascinantes podem ser vistas lá em baixo, num percurso, ora dentro das águas do ribeirão, ora nas rochas. São cachoeiras, lençóis de água e o lago do Silêncio, com 200 metros de extensão. Em alguns momentos, para se ultrapassar os obstáculos, é necessário o uso de cordas até ter a certeza de estar pisando em solo seguro. Dentro da caverna, o silêncio só é quebrado pelas águas que deslizam pelas rochas. Mas, lá dentro, o som é diferente. No interior da caverna tem-se a impressão de estar no maior lugar do mundo e, ao mesmo tempo, no menor cantinho, prestes a desabar. No ar sente-se o cheiro do perigo.

Mural CMMC – Ubatuba, SP

Ubatuba - SP

Ubatuba - SP

Além dos famosos tanques com pinguins, tubarões e moréias, o aquário no litoral norte de São Paulo conta agora com um espaço de recreação e educação ambiental.

Visitado por 1,5 milhão de pessoas, o Aquário de Ubatuba, litoral norte de São Paulo, tem novidades para o verão 2009. Entre elas, um espaço de recreação e educação ambiental, onde os visitantes, principalmente as crianças, orientados pelos monitores, poderão, brincando, conhecer mais sobre a biologia e história dos animais aquáticos.

Além de brincar de arqueólogos mirins, as crianças podem participar da alimentação dos pinguins (às 12h e 17h), fazer uma “pesca ecológica” e exercitar a criatividade em atividades de arte-educação – pintura facial e arte com balões.

As crianças sempre tiveram espaço especial no Aquário de Ubatuba. Em 1996, quando ele foi inaugurado, o tanque de contato já era uma atração, mas agora ele foi ampliado e reformulado. Neste tanque, o público infantil pode tocar animais inofensivos, como estrelas, raias, ouriços, lagostas, entre outros, e também aprender, com monitores, curiosidades sobre esses animais.

Um interessante destaque da visita ao aquário é o auditório, concebido para receber 100 pessoas, onde são vistos, diariamente, documentários sobre a vida marinha.

O auditório também serve de local para os cursos de extensão para universitários, palestras e reuniões da comunidade. Atualmente, há convênios do local com mais de 60 universidades nacionais e internacionais (como USP, UNESP, UNICAMP e Centro de Estudos do Mar de Peniche – Portugal) e instituições conservacionistas como a Fundação Pró-Tamar.

História

O Aquário de Ubatuba já foi visitado por mais de 1.5 milhão de pessoas. Ele possui 24 tanques de água doce e salgada com mais de 100 espécies de animais entre piranhas, moreias, tubarões, raias, pinguins e jacarés.

A “estrela” do aquário é o famoso tanque oceânico de 80 mil litros, um dos maiores do país.

No local há, ainda, uma exposição permanente que exibe diversos animais marinhos retratando a evolução e biodiversidade dos mares. No museu, que tem ingresso integrado ao Aquário de Ubatuba, há desde pequenos invertebrados, como o plâncton, até grandes mamíferos marinhos, como as baleias.

Focado na biodiversidade marinha do litoral norte do estado de São Paulo, a exposição apresenta também um interessante acervo de conchas provenientes de diversos países.

A CMMC Time Sharing – Turismo tem empreendimentos nessa região, quer conferir?