[Turismo] Diversão, Praia e Cultura. Saquarema – RJ

https://i2.wp.com/www.pousadarecantoditalia.com.br/images/Fotos_cidade/foto11.jpg

Diversão que vai além das altas ondas

Saquarema é destino certo para quem curte surfe, rock e muito agito

Rio – Com ondas de 3 m de altura em Itaúnas, Saquarema merece mesmo o título de capital nacional do surfe. Ali são sediadas etapas de campeonatos mundiais do esporte. Mas, nem assim, com suas águas bravas, os diversos visitantes deixam de ir para aproveitar um dia de sol com suas famílias. As areias das praias são branquinhas e finas, e a excelente estrutura de bares e restaurantes cumpre seu trabalho com maestria.

Em um passeio pela cidade, vale apreciar a vista da charmosa Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, que está localizada no topo de um morro, dividindo a praia de Itaúna e a da Vila. O visual lá de cima é incrível. E bem pertinho dali, encontramos também a gruta Nossa Senhora de Lourdes, com imagens da santa.

TEMPLO DO ROCK

Além de ser um paraíso do surfe, Saquarema é também a terra do rock’ n’ roll. O Templo do Rock, como é chamado, é um museu na casa do roqueiro Serguei, com fotos e objetos pessoais do artista e de outros nomes do rock. Quem te recebe na visita ao templo é o próprio Serguei, contando diversas histórias sobre Woodstock (festival de música no final dos anos 60, que acabou sendo uma das maiores manifestações de paz de todos os tempos) e de sua amizade com a cantora Janes Joplin.

Então, faça suas malas e dê um pulo em Saquarema. A viagem será deliciosa, de baixo custo e logo ali, a apenas 1 hora e meia do Rio.

O QUE FAZER E VER

CURTIR AS PRAIAS Por ser a capital nacional do surfe, a região oferece boas ondas em praticamente todas as praias. Mas a melhor delas, sem dúvida, é Itaúnas, com ondas chegando a 3 m de altura. Outra praia com águas violentas é a da Vila, que oferece boa infraestrutura com quiosques e bares em toda a sua orla. Em Jaconé, a diversidade de peixes encanta os amantes da pesca.

SURFAR Por ser o principal esporte de Saquarema, o surfe, os praticantes, geralmente, vão a Itaúnas, que oferece grandes ondas principalmente no inverno, além de sediar campeonatos nacionais e internacionais da modalidade. Quem deseja ter umas aulinhas antes de se aventurar nas águas de Itaúnas deve procurar a Escola de Surfe em Saquarema, que fica na própria praia.

VISITAR O TEMPLO DO ROCK O sessentão Serguei, o primeiro roqueiro do País, teve sua casa transformada em museu. Lá dentro encontramos fotos e objetos pessoais de artistas e grandes nomes do rock mundial. É o próprio Seguei que recepciona os turistas e visitantes e conta várias histórias sobre Woodstock (festival de música no final dos anos 60, que acabou sendo uma das maiores manifestações de paz de todos os tempos) e sua amizade com a mundialmente famosa cantora Janis Joplin.

VISITAR A IGREJA NOSSA SENHORA DE NAZARÉ Observada de qualquer ponto da cidade esta charmosa igrejinha, construída em 1640, e lá de cima, é possível ver lindas paisagens da região. Pertinho, encontramos a gruta de Nossa Senhora de Lourdes, com imagens da santa.

CONHECER O CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE VÔLEI Além de ser o paraíso do surfe, Saquarema também abriga o Centro de Desenvolvimento do Voleibol. Ali encontramos toda a estrutura necessária para forma e treinar atletas. O Museu do Vôlei funciona no complexo e expõe troféus, medalhas, fotos e camisas oficiais de diversos jogadores e times. As visitas são gratuitas.

CAMINHAR NA LAGOA DA CIDADE É uma delícia passear de barco pela lagoa no verão. São 17m de extensão. Na lagoa, muitos aproveitam para praticar esportes náuticos.

VISITAR O SÍTIO ARQUEOLÓGICO SAMBAQUI DA BEIRADA Este é um museu diferente, a céu aberto. São diversos sambaquis com mais de 4 mil anos, guardando esqueletos de habitantes pré-históricos.

[Fonte: O Dia]

Anúncios

[Turismo] Ubatuba e Caraguatatuba – SP

Ilhas e mais de cem praias fazem de Ubatuba e Caraguatatuba um dos pontos mais bonitos da costa brasileira

Não é preciso ir muito longe para encontrar cenários dignos de pôster de agência de turismo. Descendo a serra, quem visita Ubatuba e Caraguatatuba, no litoral Norte de São Paulo, tem essa certeza. Num capricho da natureza, a combinação de ilhas e mais de cem praias abençoa esse lugar como um dos mais bonitos de nossa costa.

Com tantas opções, é possível encontrar uma praia tranqüila mesmo em pleno verão, onde ninguém precisa ficar colado ao guarda-sol do vizinho por falta de espaço. O inverno reserva dias especiais, com céu azul e sol mais ameno, quase não há chuva e com as melhores ondas do ano.

É nessa época que Ubatuba sedia importantes etapas de campeonatos do surf mundial. Aliás, nunca é demais lembrar: em dias de mar bravo é preciso atenção às correntezas, pois o mar pode ser traiçoeiro. Quem vem com a família pode relaxar, há muitas praias com enseadas calmas e sem ondas, diversão garantida para a criançada. É só escolher a preferida.

O passeio de escuna à Ilha Anchieta é clássico. Lá é possível visitar as ruínas do antigo presídio, desativado em 1952 após uma rebelião. Entre celas e pavilhões, um pequeno museu conta um pouco da história da ilha e sua colônia penal. Caminhos bem sinalizados levam às pequenas e quase intocadas praias do sul e do leste. Suas águas cristalinas e cheias de vida marinha são um convite ao mergulho. Outras ilhas também são disputadas por praticantes do snorkeling e mergulho livre pela excelente visibilidade, entre elas Vitória, das Couves, e Tamanduá.

A Mata Atlântica segue preservada em cerca de 80% dos municípios, que integram o Parque Estadual da Serra do Mar, criado em 1977. Trilhas aguardam quem esteja disposto a contemplar fauna e flora com direito a refrescantes banhos de cachoeira e não raro, na companhia de pássaros como o Tié-Sangue e Sete-Cores. Há mesmo agências com roteiros especializados na observação de pássaros.

Além dos atrativos naturais, a região conta com infra-estrutura necessária para um turismo confortável. Avenidas largas a beira-mar, calçadões e ciclovias ao longo da orla, agradam moradores e visitantes. Diversas opções de hospedagem são oferecidas, mas o melhor é reservar com antecedência no caso de feriados e temporada.

Como herança de seus antigos moradores, os nomes das duas cidades são de origem indígena. Eram os índios tupinambás os habitantes dessas terras na época do descobrimento, com quartel general na aldeia de Iperoig (Ypiru-yg = rio das perobas), nossa conhecida Ubatuba. Hábeis canoeiros e exímios nadadores chegavam a nadar quilômetros até as embarcações para negociar o pau-brasil. Seu território se estendia desde a serra de Boiçucanga até Cabo Frio no Rio de Janeiro. Com a colonização surgiram a Vila Nova da Exaltação à Santa Cruz do Salvador de Ubatuba (Ubatuba = lugar de muitas canoas) e, mais ao sul, à Vila de Santo Antônio de Caraguatatuba (Caraguatatuba= enseada de altos e baixos).

Os “novos descobridores” vieram com a abertura e melhorias das estradas impulsionando o turismo como principal atividade econômica.

[Fonte – UOL Viagem ]

[Turismo] O Surf Em Alta. Conheça Florianópolis – SC

O Surf Em Alta. Conheça Florianópolis – SC

O título de Ilha da Magia atribuído à Florianópolis faz cada vez mais sentido. Capaz de reunir natureza e patrimônio histórico preservados com infra-estrutura de cidade grande, a capital enfeitiça tanto os turistas que muitos acabam voltando… para ficar. São apenas 436,5 quilômetros quadrados, porém, capazes de abrigar praias paradisíacas, lagoas, dunas, trilhas em meio à Mata Atlântica, casario colonial, sítios arqueológicos, gente bonita e gastronomia de primeira. Haja encantos!

Surf: Surfistas fazem a festa nas boas ondas da Joaquina

Surf: Surfistas fazem a festa nas boas ondas da Joaquina

Os grandes atrativos de Floripa são as praias que dizem, chegam a cem. Em cada região, uma peculiaridade – no Leste, onde estão Mole e Joaquina, o surf e a paquera são as marcas registradas. Ao Norte, o mar calmo de Jurerê, Canasvieiras e Ingleses atrai famílias e argentinos. Já as praias do Sul são as mais rústicas e têm como cartão-postal a intocada Lagoinha do Leste. No quesito esportes, a ilha não é privilégio exclusivo dos surfistas. Generosa, incentiva à prática de muitos atividades dentro e fora d´água, como sandboard – descida de dunas em prancha de madeira -, wind e kitesurf, parapente e trekking.

Colonizada por imigrantes açorianos, a capital mantém em suas pequenas vilas as manifestações culturais e religiosas trazidas pelos portugueses. Nos povoados de Ribeirão da Ilha e de Santo Antônio de Lisboa as heranças estão preservadas ainda na arquitetura, no artesanato em cerâmica e renda e na culinária, à base de ostras produzidas na região. Falando em frutos do mar, eles chegam fresquinhos também às mesas dos restaurantes espalhados pela Lagoa da Conceição, no Centro da ilha. Por lá, concentram-se também a maioria dos bares, boates e cafés, garantindo burburinho e agito noturno o ano inteiro.

[Fonte: Férias Brasil]

[Surf] Praias de Surf no Brasil

Praias de Surf

De Fernando de Noronha a Garopaba, as ondas mais famosas para fazer as melhores manobras

Entre novembro e março, Noronha vira o paraíso do surf. Cacimba do Padre registra as ondas mais altas do Brasil, com picos de até 5 metros. Fora dessa época, o mar fica calminho, calminho. Ao lado da Cacimba, Boldró é uma das preferidas dos surfistas com ondas de até cinco metros, de dezembro a março. Leve máscara e snorkel: a maré baixa forma lindas piscinas de água cristalina com rica fauna marinha. Na maré alta, por outro lado, a correnteza e as pedras encobertas tornam o mar perigoso para banhistas.

A praia da Conceição, no pé do imponente morro do Pico, é extensa, boa para caminhadas, tem águas calmas de abril,a novembro e de dezembro a março, com ondas de 1,5 m, vira outro bom pico para o surf. Abaixo do forte dos Remédios, a do Cachorro é a mais frequentada pelos moradores de Noronha. Recifes enfraquecem as ondas, que se desfazem na areia. Já a do Bode tem ondas fortes, piscinas naturais formadas pelas rochas e uma enorme pedra (do Bode) que serve como mirante.

[Fonte: Viaje Aqui]

[Lazer] Marataízes / ES

Marataízes – ES

Lagoa do Sirí, Marataízes - ES

Em Marataízes você se perde na Beleza

Praias e lagoas emolduram Marataízes, concorrido destino capixaba quando chegam as férias escolares. Freqüentada por famílias, a cidade oferece 25 quilômetros de orla com águas mansas e muitos trechos desertos – é o caso das praias do sul, como Cações, Boa Vista e Marobá, acessíveis por estrada de terra.

Quem procura um pouco de agito e atividades à beira-mar também encontra sua praia. Na Barra, as ondas são ideais para o surf, sem contar os quiosques que atraem a turma jovem. Já a movimentada praia das Neves oferece redes de vôlei e guarda-sóis de sapé na areia e um calçadão perfeito para caminhadas. Um bom programa para o dia inteiro é a Lagoa do Siri, com boa estrutura de barracas e aluguel de caiaque e pedalinho.

Os frutos do mar fresquíssimos também fazem parte dos atrativos de Marataízes. Nos muitos restaurantes e quiosques da orla central, as delícias chegam às mesas em forma de moqueca ou jambalaia – o prato típico é inspirado no risoto de camarão e incrementado com queijo gratinado.

[Férias: Férias Brasil]

Mural CMMC – Ubatuba / SP

Ubatuba - SP

Ubatuba - SP

Ubatuba

Itamambuca e Félix são famosas pelas boas ondas e reúnem os surfistas

Ubatuba, no litoral Norte de São Paulo, tem muitas faces. No mínimo 70, que é o número de praias que a cidade oferece. Espalhadas por 90 quilômetros, as atrações surgem em forma de enseadas e baías de águas verdes e azuis emolduradas quase sempre pela densa vegetação da Serra do Mar.

São tantos cantinhos peculiares que é impossível não encontrar um que seja do seu estilo. Ao Norte, em direção a Parati (RJ), as boas ondas de Itamambuca e Félix atraem surfistas. Já Prumirim e Almada são praticamente desertas. Nas proximidades de Caraguatatuba, ao Sul, as tranquilas Domingas Dias e Enseada são frequentadas por famílias, enquanto Grande e Tenório têm faixas de areia disputadíssimas.

A cidade ainda tem mais: cachoeiras, ilhas para a prática de mergulho – como Anchieta e das Couves -, e muitas trilhas, tornando a capital paulista do surf em território livre para os adeptos de esportes diversos. Ao longo do Parque Estadual da Serra do Mar há opções de trekking que percorrem praias desertas, costões, rios e ruínas de fazendas, sempre envolvidos pela Mata Atlântica. Os recantos isolados, porém, também podem ser explorados em passeios de escuna ou nos barcos dos nativos.

Na alta temporada e nos feriados prolongados a vida noturna de Ubatuba desperta animada e não termina tão cedo. Nos arredores das praias de Itaguá e do Cruzeiro, no Centro, bares e boates investem nos estilos musicais diversificados. Na mesma região se concentram os restaurantes de frutos do mar e de cozinha internacional. O destaque dos cardápios, entretanto, é uma receita caiçara: o peixe com banana, batizado de Azul-marinho.

Fonte: Férias Brasil

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ubatuba na CMMC

Conheça Ubatuba na CMMC Time Sharing – Turismo

  • Unidade de dois quartos, sala, cozinha equipada, banheiro social e suíte, TV, ventilador
  • Piscina
  • Quadra de Tênis

Mural CMMC – Joaquina, SC

Praia Joaquina, SC

Praia Joaquina, SC

Joaquina é reduto dos surfistas

Paraíso dos surfistas por ser um dos locais preferidos para as competições oficiais de campeonatos estaduais, nacionais e internacionais, a Joaquina é uma das praias mais visitadas de Florianópolis. Preferida dos turistas que vêm para a Ilha pela primeira vez, a “Joaca”, como é carinhosamente chamada pelos mais íntimos, foi ponto de referência na moda nos anos 70 e 80 lançando o naturismo nas areias catarinenses. Com água límpida e gelada, ela ainda é a praia mais fotografada pelos visitantes que se encantam pela sua beleza e pela sensação de liberdade que proporciona.

Com uma associação de surfe atuante, a Joaquina é palco de importantes atividades esportivas, e na temporada costuma reservar surpresas como luaus e excelentes shows. A democracia está na areia, onde todos podem jogar futebol. Há também uma quadra para vôlei de praia e chuveiros gratuitos para banho. O visual de cima das pedras no lado esquerdo é deslumbrante, porém perigoso. Os salva-vidas, constantemente alertas, orientam para que não se tome banho próximo às pedras e que sejam evitadas as escaladas, respeitando os avisos nas placas e pedras.

Embora muitos surfistas tenham migrado para a Praia Mole e Moçambique, esta última por ser mais deserta, ainda há gatos e gatas sarados que costumam fazer cansativas pernadas que acabam invariavelmente no mar. Todavia, apesar da água ser convidativa e transparente, é preciso tomar cuidado ao banhar-se e sempre evitar exageros.

Vale saborear os pratos à base de frutos do mar nos restaurantes ao longo da praia, ou curtir a água de coco geladinha, o caldo-de-cana, sucos naturais e batidas, nas barracas à beira-mar. Para aqueles que querem sair de casa sem nenhuma tralha, há barracas que alugam cadeiras de praia, guarda-sóis, pranchas de surfe e body board. Para a utilização dos banheiros é cobrada uma taxa de manutenção de R$ 0,50 e há camisetas e todos os tipos de artesanato local para consumo a preços bem acessíveis.

Para aqueles que preferem dormir na Joaquina há hotéis com sacadas de frente para o mar totalmente equipados e confortáveis. Para sair à noite há pequenos botecos e restaurantes especializados – como o Martim Pescador e o Bizkaia – que servem saborosos pratos.

Não esqueça de dar um pulo até a vizinha Lagoa da Conceição, reduto da moçada, onde existem inúmeros bares e restaurantes com programação que atravessa a madrugada. E ainda se divertir nas dunas da Joaquina, na frente do Candice Apart Hotel, onde várias barracas alugam pranchas para a prática do sandboard, uma espécie de esqui na areia, esporte emocionante que virou moda já há alguns anos.

Um bom programa para o final de tarde é um happy hour com petiscos de frutos do mar e chopp gelado, ou coquetéis à base de cachaça, que prometem ser a mania do Verão. Também vale a pena ir no Café Surf, conferir as novidades na loja da Mormaii ou fazer aulas na Escola de Surf, ideal para quem quer aprender a ter intimidade com a prancha.

Com água límpida e gelada, ela ainda é a praia mais fotografada pelos visitantes que se encantam pela sua beleza e pela sensação de liberdade que proporciona.